InternetData CenterAssinante

Testemunha do assassinato de Juarez Ramos é ouvida pela Polícia Civil

Vítima foi morta em julho de 2016 por disparos de arma de fogo
Testemunha do assassinato de Juarez Ramos é ouvida pela Polícia Civil
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 10/06/2021 às 08:21

A Polícia Civil reiniciou as investigações sobre a morte de Juarez Ramos, de 74 anos. Ele foi morto com disparos de arma de fogo em julho de 2016, em Cocal do Sul. Após investigações, os delegados Ulisses Gabriel e Márcio Campos Neves escutaram uma testemunha importante para a conclusão da autoria do crime. 

Segundo a perícia, a vítima faleceu em razão de hemotórax, decorrente de traumatismo de vasos sanguíneos pulmonares, secundárias à perfuração por projétil de arma de fogo, conforme laudo de exame cadavérico. Foram três disparos contra a vítima. Na época do crime, foi instaurado inquérito policial para apurar os fatos, sendo ouvidas diversas testemunhas. Em 27 de maio deste ano, diante de novas evidências, a investigação reiniciou quase cinco anos depois e pode estar se encaminhando para a conclusão com a descoberta da autoria do crime.

Leia mais sobre: