InternetData CenterAssinante

Pessoas com fibromialgia possuem atendimento preferencial em Forquilhinha

Lei garante os mesmos direitos dados a idosos, gestantes e pessoas com deficiência
Pessoas com fibromialgia possuem atendimento preferencial em Forquilhinha
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 12/05/2021 às 13:05

O dia 12 de maio é reconhecido como o Dia Mundial da Fibromialgia, uma doença que provoca dor e fadiga musculoesquelética generalizada. Em Forquilhinha, as pessoas diagnosticadas com fibromialgia possuem atendimento preferencial por meio da lei municipal nº 2422/19, que assegura os mesmos direitos dos idosos, gestantes e pessoas com deficiência.

Uma das beneficiadas com a aprovação da lei foi Cristina Valério, diretora do CEI Sonho Mágico. Diagnosticada com fibromialgia em 2018, ela comenta a dificuldade de conviver com a doença. “Vivo com uma dor crônica e sem cura. Os medicamentos amenizam a dor até o corpo se acostumar, mas depois não provocam o mesmo efeito”, disse.

A ausência de exames específicos para a doença torna o diagnóstico mais difícil. “A minha dor veio bem antes do diagnóstico em 2018. Não há exame de sangue ou de imagem para esta doença, os médicos precisam descartar outros fatores antes de descobrir o que temos”, descreve.

Além da dor, quem possui fibromialgia também precisa enfrentar a falta de compreensão da sociedade em geral. “Muitas pessoas com fibromialgia caem numa cama em depressão. Como conviver com uma dor que não passa? A pessoa não vive direito. Em alguns momentos estamos bem, mas em outros dá vontade de gritar quando a dor surge com força”, relata Cristina.

A lei aprovada em Forquilhinha teve a digital do vereador Célio Elias (PT), atual presidente da Câmara. “Enquanto não se descobre uma cura para eliminar a dor das pessoas com fibromialgia, é o nosso dever buscar alternativas para proporcionar a elas mais qualidade de vida”, comenta o autor do projeto, acrescentando que a elaboração da lei contou com a participação da Associação Nacional de Fibromiálgicos (Anfibro).

Em menos de um ano, 27 pessoas receberam a carteirinha que confere o atendimento preferencial em Forquilhinha. As pessoas interessadas em ter acesso aos benefícios devem procurar pela Secretaria de Saúde com laudo médico comprovando o diagnóstico da doença, documento pessoal com foto, foto 3x4 e comprovante de residência.