InternetData CenterAssinante

Morre diretor do Departamento de Arbitragem da FCF Marco Antônio Martins, aos 57 anos

Ele deixa a esposa e duas filhas
Morre diretor do Departamento de Arbitragem da FCF Marco Antônio Martins, aos 57 anos
Foto: Fernando Ribeiro/FCF
Por Patrick Stüpp Em 17/02/2024 às 12:22

O vice-presidente e diretor do Departamento de Arbitragem da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Marco Antônio Martins, morreu neste sábado, dia 17, aos 57 anos. Ele foi vítima de um infarto, deixando a esposa e duas filhas. O velório terá início neste sábado, dia 17, a partir das 18 horas, no Cemitério do Itacorubi, em Florianópolis. Já o sepultamento ocorrerá no domingo, dia 18, a partir das 11 horas. 

Em nota divulgada na manhã deste sábado, o presidente da FCF, Rubens Angelotti, destacou a importância de Martins na arbitragem catarinense. “Estou muito triste com o falecimento do Marco Antônio Martins. Além de uma grande pessoa, foi um profissional de alto nível. Estava fazendo um trabalho brilhante na nossa arbitragem, com organização e evolução constante”, finalizou.

Confira abaixo a nota completa na íntegra:

Com profundo pesar, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) informa o falecimento de seu vice-presidente e diretor do Departamento de Arbitragem, Marco Antônio Martins, aos 57 anos.

Profissional experiente, principalmente como árbitro assistente, Marco Antônio encerrou a sua carreira nos campos em 2011 depois de atuar por 15 anos no quadro da FCF e por 10 anos no quadro da CBF.

Marco Antônio Martins foi também presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de Santa Catarina (Sinafesc) e da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF).

Na FCF, assumiu a função de diretor do Departamento de Arbitragem em junho de 2017, cargo que exercia até hoje. Foi eleito vice-presidente da entidade em 2018 e em 2022.

O presidente da FCF, Rubens Angelotti, consternado com o falecimento de Marco Antônio Martins, destacou a importância dele na arbitragem catarinense. “Estou muito triste com o falecimento do Marco Antônio Martins. Além de uma grande pessoa, foi um profissional de alto nível. Estava fazendo um trabalho brilhante na nossa arbitragem, com organização e evolução constante”, finalizou Rubens Angelotti.

Vítima de um infarto, Marco Antônio deixa esposa e duas filhas.

*Com informações da Federação Catarinense de Futebol