InternetData CenterAssinante

Criciúma, de Marcos Rovaris à Clésio Salvaro

Criciúma, de Marcos Rovaris à Clésio Salvaro
Por Willi Backes Em 05/01/2022 às 14:09

PREFEITOS DE CRESCIUMA/CRICIÚMA – 1926 À 2024.

MARCOS ROVARIS, nascido em Bergamo, Itália, em 07 de Novembro de 1925, 142 eleitores de 151 credenciados (era preciso ser letrado para ter direito ao voto), elegeram Marcos Rovaris, Superintendente (cargo igual ao Prefeito dos dias de hoje) e os Conselheiros (Vereadores de hoje): Fábio Tomaz da Silva, Henrique Dal Sasso, Olivério Nuernberg, Pedro Benedet e Gabriel Arns, este, representante da Vila de Forquilhinha. A posse dos eleitos se deu em 01 de Janeiro de 1926 e o mandato se estendeu até 05 de Outubro de 1930.

 

Em Sessão dos Conselheiros – Vereadores da época – em 15 de Janeiro de 1930, foram criadas quatro (4) Zonas Eleitorais no município de Cresciuma. Duas Zonas na sede de Cresciuma com 630 eleitores, Uma em Nova Veneza com 275 eleitores e uma em Forquilhinha com 220 eleitores. Para supervisão da Zona Eleitoral de Forquilhinha foram designados responsáveis Jacob Arns, Bernardo Kestering e Leonardo Steiner. Os 1.125 eleitores, todos masculinos com mais de 21 anos, estavam na época credenciados para votar nas eleições em Cresciuma, representavam o número de letrados, alfabetizados do município. Apenas a partir do ano de 1945, homens e mulheres com idade mínima de 18 anos puderam votar.

 

CINCINATO NASPOLINI, nascido no hoje município de Cocal do Sul/SC, de 18 de Outubro de 1930 à Julho de 1933, foi Interventor em Cresciuma, indicado e nomeado pelo Cel. Ernesto Lacombe, Chefe da Revolução Getulista em Santa Catarina.

 

ELIAS ANGELONI, nascido em Cresciuma, de Julho de 1933 à 14 de Novembro de 1945, em três ocasiões distintas, foi nomeado de 07/1933 à 1936, eleito de 1936 à 11/1937 e nomeado Interventor Federal de 11/1937 à 1945 em Cresciuma.

 

HERCÍLIO AMANTE, nascido em Laguna, em 1944 foi Interventor Substituto de Elias Angeloni, para finalizar o mandato.

 

ADDO CALDAS FARACO, nascido em Petrópolis/RJ, exerceu o cargo de Prefeito de Cresciuma/Criciúma em três períodos. Em 1945 foi nomeado Prefeito por ato do Interventor Federal do Estado de Santa Catarina. Em 1947 foi eleito Prefeito Municipal para exercício até o ano de 1951, e foi nesse período (1948) a mudança da denominação da cidade de Cresciuma para Criciúma. O terceiro mandato do Prefeito eleito Addo Caldas Faraco foi para o período de 31/1/1956 à 1961.

 

ALFREDO BORTOLUZZI, nascido na Laguna, foi nomeado Prefeito de Cresciuma para o período de 1945 à 06/01/1947.

 

JOÃO CARLOS DE CAMPOS, nascido no hoje município de Rio do Sul/SC, foi nomeado Prefeito de Cresciuma para o período de 06/01/1947 à 25/08/1947.

 

CARLOS OTAVIANO SEARA, nascido em Itajaí/SC, foi nomeado Prefeito de Cresciuma para o período de 25 de Agosto à 03 de Outubro de 1947.

 

LUIZ LAZZARIN, nascido em Florianópolis/SC, na condição de Presidente do Legislativa, substituiu Addo Caldas Faraco na condição de Prefeito de Criciúma no período de 15 de Maio à 15 de Agosto em 1949.

 

PAULO PREIS, nascido em São Martinho e morador em Forquilhinha, foi eleito Prefeito de Criciúma para o período de 1951 à 1955. Nas eleições estavam credenciados três candidaturas. Duas de filhos de Forquilhinha, o eleito Paulo Preis e Gabriel Arns. No último ano do seu mandato renunciou para disputar cargo para Assembleia Legislativa. Foi Deputado Estadual eleito para duas legislaturas, de 1955 à 1959 e, de 1963 à 1967.

 

SINVAL ROSÁRIO BOHRER, nascido em Porto Alegre/RS, com a renúncia de Paulo Preis, foi designado pelo Legislativo cumprindo mandato de Prefeito de Criciúma, período de 26 de Fevereiro à 05 de Março de 1955.

 

NAPOLEÃO DE OLIVEIRA, nascido em Joinville/SC, para finalizar o mandato de Paulo Preis que foi substituído pelo Vereador Sinval Bohrer temporariamente, a Câmara Municipal o elegeu Prefeito de Criciúma para finalizar o mandato, período de 15 de Março de 1955 à 31 de Janeiro de 1956.

 

NERY JESUÍNO DA ROSA, nascido em Tubarão/SC, foi eleito Prefeito de Criciúma para o período de 1961 à 02 de Janeiro de 1966. Porém, em 04 de Outubro de 1963 apresentou carta de renúncia. 

 

ARLINDO JUNKES, nascido em São Bonifácio/SC e morador de Forquilhinha, para a condição de Prefeito de Criciúma foi designado pelo Poder Legislativa para finalizar mandato, após renúncia de Nery Jesuíno da Rosa, para o período de 17 de Outubro de 1963 à 02 de Janeiro de 1966.

 

RUY HULSE, nascido em Criciúma, após eleito por três legislaturas na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, de 1954 à 1964, e ter ocupado interinamente o posto de Governador por curto espaço de tempo, foi eleito Prefeito de Criciúma para o período de 02/01/1966 à 02/02/1970.

 

NELSON ALEXANDRINO, nascido em Imaruí/SC, foi eleito Prefeito de Criciúma para o período de 03/02/1970 à 01/02/1973.

 

ALGEMIRO MANIQUE BARRETO, nascido em Nova Veneza/SC e FIDÉLIS BACK, morador do Distrito de Forquilhinha, foram eleitos respectivamente Prefeito e Vice de Criciúma, para o período de 01/02/1973 à 31/01/1977.

Algemiro Manique Barreto após mandato de Prefeito de Criciúma, foi eleito Deputado Estadual para o período de 1979 à 1983.

 

ALTAIR GUIDI, nascido em Criciúma, foi eleito Prefeito de Criciúma em duas oportunidades. O primeiro mandato foi de 31/01/1977 à 31/01/1983 e o segundo mandato de 01/01/1989 à 31/12/1992.

Entre o período dos dois mandatos de Prefeito, Altair Guidi foi eleito Deputado Estadual. Após o segundo mandato ocupou posto em Secretaria de Estado de Santa Catarina, na área do planejamento e desenvolvimento regional.

IMPORTANTE: No decorrer do segundo mandato de Altair Guidi na Prefeitura Municipal de Criciúma, ocorreu a emancipação político administrativa do Distrito de Forquilhinha.

 

INTERVALO PARA FORQUILHINHA.

No decorrer do período da Cresciuma e depois Criciúma na condição de município até a emancipação política administrativa do Distrito, Forquilhinha contribuiu com importantes representações políticas, como:

1926 à 1930 – Gabriel Arns, Conselheiro Municipal.

1947 à 1950 – Adolfo Back, Paulo Preis e Luiz Tiscoski, Vereadores.

1951 à 1954 – Adolfo Back, Martinho Bernardino e Luiz Tiscoski, Vereadores. Período de 1.951/52 - Adolfo Back foi Presidente da Câmara de Criciúma.

1955 à 1958 – Adolfo Back, Alfredo Arns e Aluysius Back, Vereadores.

1959 à 1966 – Aluin “Luli” Arns de 63 à 66 foi Vereador em Nova Veneza.

Aluysius Back foi também Vereador em Nova Veneza em 59/62 e 63/66, quando na Presidência da Câmara Municipal reintegrou território de Forquilhinha ao município de Criciúma.

1963 à 1966 – Fidélis Back e Arlindo Junkes, Vereadores. Em 1.963 Arlindo Junkes em pleno mandato de Vereador, foi eleito Prefeito de Criciúma.

1967 à 1969 – Fidélis Back, Vereador.

1970 à 1972 – Eno Steiner, Vereador.

1973 à 1977 – Fidélis Back foi eleito Vice Prefeito de Criciúma.

1977 à 1982 – Eno Steiner e Woimer Loch. Eno Steiner foi Presidente da Câmara Municipal em 77 à 79 e, Deputado Estadual de 79 à 82.

1983 à 1988 – Ricardo Back e Woimer Loch, sendo este Presidente da Câmara Municipal de 83 à 85.

1989 à 1992 – Bruno Back, Woimer Loch e Valberto Arns, vereadores. 

 

JOSÉ AUGUSTO HÜLSE, nascido em Tubarão/SC, foi eleito Prefeito de Criciúma para mandato com período de 31 de Janeiro de 1983 à 31 de Dezembro de 1988. O Eng. José Augusto Hulse foi também eleito Vice Governador no mandato de Paulo Afonso Vieira, no período de 01/01/1995 à 01/01/1999.

 

EDUARDO PINHO MOREIRA, nascido em Laguna/SC, foi eleito Prefeito de Criciúma para mandato com período de 01/01/1993 à 31/12/1996.

Antes, Eduardo Pinho Moreira foi eleito Deputado Federal Constituinte para o período de 1987 à 1991. Foi reeleito Deputado Federal para o período de 1991 à 1995.

Luiz Henrique da Silveira foi eleito Governador de Santa Catarina tendo Eduardo Pinho Moreira como Vice para o período de 2.003 à 2.006. Com licença do titular, Eduardo Pinho Moreira foi Governador do Estado no período 09 de Abril à 31 de Dezembro de 2006.

Raimundo Colombo foi eleito Governador de Santa Catarina tendo Eduardo Pinho Moreira como vice para o período de 2010 à 2014.

Raimundo Colombo foi reeleito Governador de Santa Catarina tendo Eduardo Pinho Moreira como Vice para o período de 2014 à 2018. Com licença do titular, Eduardo Pinho Moreira foi Governador do Estado no período 05 de Abril à 31 de Dezembro de 2018. 

 

PAULO MELLER, nascido em Criciúma, foi eleito Prefeito de Criciúma para o período de 01 de Janeiro de 1997 à 31 de Dezembro de 2000.

 

DÉCIO GÓES, nascido em Criciúma, foi eleito Prefeito de Criciúma para o período de 01 de Janeiro de 2001 à 31 de Dezembro de 2004.

Décio Góes foi reeleito Prefeito de Criciúma para o período de 2005 à 2008. Porém, apenas três dias após a posse, seu mandato foi cassado.

Décio Góes foi eleito Deputado Estadual para o período de 2007 à 2011.

Décio Góes foi eleito na sequencia como primeiro Prefeito do novo município de Balneário Rincão para o período de 03/03/2013 à 31/12/2016.

 

SÉRGIO HERCÍLIO PACHECO, nascido em Criciúma, na condição de Presidente do Legislativo, em substituição do cassado Décio Góes, foi Prefeito de Criciúma no período de 03 de Janeiro à 29 de Abril de 2005.

 

ANDERLEI ANTONELLI, nascido em Criciúma, foi Prefeito de Criciúma para período de 29 de Abril de 2005 à 31 de Dezembro de 2008, após período do interino Sérgio Hercílio Pacheco, já que fora o segundo colocado nas eleições de 2004.

 

ITAMAR DA SILVA, natural de Tubarão/SC, na condição de Presidente do Legislativo, assumiu de forma interina a cadeira de Prefeito Municipal, após anulação das eleições de 2012, pelo período de 01 de Janeiro à 31 de Março de 2013.

 

MÁRCIO BURIGO, natural de Criciúma, em eleição suplementar foi eleito Prefeito de Criciúma para o período de 01 de Abril de 2013 à 15 de Janeiro de 2015.

Márcio Burigo, novamente por Decisão Judicial, reassumiu na condição de Prefeito para período de 27 de Fevereiro de 2015 à 31 de Dezembro de 2016, sucedendo Clésio Salvaro.

 

CLÉSIO SALVARO, nascido em Criciúma, foi eleito Prefeito em Criciúma pela primeira vez, para o período de 01 de Janeiro de 2009 à 31 de Dezembro de 2012.

Em Outubro de 2012 foi reeleito Prefeito para o período de 2013 à 2016, entretanto as eleições foram anuladas pelo TSE, assumindo o Presidente do Legislativo Municipal Itamar da Silva, na condição de Interino.

Por Decisão Judicial, ainda em respeito às eleições 2012, Clésio Salvaro assumiu a Prefeitura de Criciúma por período de 15 de Janeiro à 27 de Fevereiro de 2015.

Clésio Salvaro foi novamente eleito Prefeito de Criciúma em 2016 para mandato de 01 de Janeiro de 2017 à 31 de Dezembro de 2020.

Clésio Salvaro foi reeleito Prefeito de Criciúma em 2020 para o mandato de 01 de Janeiro de 2021 à 31 de Dezembro de 2024. 

Clésio Salvaro iniciou carreira política no município de Siderópolis onde se elegeu para duas legislaturas na Câmara Municipal.

Clésio Salvaro foi eleito Deputado Estadual para duas Legislaturas, de 2003 à 2006 e, 2007 à 2011.