InternetData CenterAssinante

Morro da Fumaça destina mais de R$ 75 mil em incentivo para a agricultura fumacense

Valor é aplicado em pesquisa e extensão, serviços e suporte ao agricultor
Morro da Fumaça destina mais de R$ 75 mil em incentivo para a agricultura fumacense
Foto: Daiana Carvalho/Prefeitura de Morro da Fumaça
Por Redação Engeplus Em 11/02/2024 às 11:13

De acordo com relatório anual de atividades do Departamento de Agricultura, apresentado nesta semana, em reunião com o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR), a Administração Municipal de Morro da Fumaça destinou mais de R$ 75 mil em incentivo ao desenvolvimento agrícola no último ano. A atuação do setor, conforme a coordenadora de Agricultura, Patrícia Coral, acontece de forma integrada, por meio de parcerias com órgãos parceiros.

“A sede do Departamento é a referência para diversas demandas apresentadas pelos agricultores. Auxiliamos com a emissão das notas de produtor, com a preparação e adubação do solo, a manutenção de estradas e na execução de atividades que demandam equipamentos específicos, como o programa 'Horas Máquina', em que o agricultor arca com os custos de rodagem e o município facilita o acesso aos equipamentos como a ensiladeira, niveladora, roçadeira, espalhador de esterco, por exemplo”, explica. 

Os valores investidos no segmento agrícola fumacense beneficiaram cerca de, 900 agricultores. R$ 60 mil no custeio da consultoria ofertada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) e R$ 16 mil em incentivo e fomento por meio da Cooper Morro da Fumaça. “O trabalho no campo é uma atividade essencial e muitas vezes não tem o reconhecimento devido. Por meio da Administração Municipal buscamos formas de incentivar a agricultura e estimular a implementação de novos cultivos. Para que isso se concretize o agricultor precisa de suporte e acompanhamento”, pontua o prefeito, Agenor Coral

Além dos serviços operacionais, o agricultor também conta com o suporte do município no aspecto sanitário e para o desenvolvimento rural. No âmbito da pesquisa agropecuária e extensão rural, o atendimento é realizado pela Epagri. “O trabalho acontece de forma efetiva, com visitas às propriedades, facilitação de crédito rural, capacitação e orientação para a implementação de novos cultivos, como a lavanda que, em 2023, tivemos a felicidade de implantar três áreas de teste no município”, detalha a engenheira agrônoma e extensionista da Epagri, Vera Regina Camargo

As demandas ligadas à preservação da saúde pública, sanidade animal e vegetal, e desenvolvimento sustentável ficam a cargo da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc). “Aqui em Morro da Fumaça atuamos em duas frentes. Uma voltada ao suporte veterinário por meio da castração e chipagem de animais de tutores carentes ou de rua, executada com a Fundação do Meio Ambiente de Morro da Fumaça (Fumaf). A outra parte é relacionada às fiscalizações previstas no Serviço de Inspeção Municipal (S.I.M). Nos últimos anos já conseguimos facilitar a abertura de três unidades de produção de mel, queijo e ovos. Hoje, estamos atuando na implantação de dois açougues”, comenta o médico veterinário e coordenador do S.I.M, Diego Orlando.

A reunião de prestação de contas, realizada no auditório do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), também contou com a presença do gerente regional da Epagri, Edson Borba Teixeira, do vice-prefeito, Eduardo Guollo e de representantes do CMDR.

Colaboração: Daiana Carvalho/Prefeitura de Morro da Fumaça