InternetData CenterAssinante

Após passar três dias preso em bueiro, cachorro resgatado no bairro São Luiz é devolvido à dona

Jimy é animal de estimação da criciumense Irma Costa de Luca há cerca de 14 anos
Após passar três dias preso em bueiro, cachorro resgatado no bairro São Luiz é devolvido à dona
Foto: Divulgação/CBMSC
Por Patrick Stüpp Em 20/02/2024 às 18:37

Após a ação de resgate do Corpo de Bombeiros, Companhia de Água e Saneamento (Casan) e equipe do pátio de máquina da Prefeitura de Criciúma, o cachorro Jimy foi entregue à dona, Irma Costa de Luca, de 82 anos, na tarde desta terça-feira, dia 20. O animal foi resgatado na noite dessa segunda-feira, dia 19, na rua Raimundo Pucher, no bairro São Luiz, após ficar preso em um bueiro desde sábado, dia 17, em Criciúma.

Depois da ação de resgate, o animal foi entregue ao Núcleo de Bem-Estar Animal (Nubea). O núcleo, para encontrar a tutora, entrou em contato com a Organização Não Governamental (ONG) SOS Vira-Lata, que havia informado o desaparecimento do animal, no bairro São Luiz. Após a dona ser encontrada, o Nubea e o Corpo de Bombeiros fizeram ação de entrega, que aconteceu na residência da dona na tarde.


Jimy foi resgatado na noite dessa segunda-feira no bairro São Luiz. (Foto: Divulgação/Nubea)

Ao ser encaminhado a sede do Nubea, Jimy antes de retornar ao lar recebeu um banho e os cuidados necessários. Conforme o coordenador do Núcleo de Bem-Estar Animal, Christophe de Lima, além de dois gatos, Jimy, que tem cerca de 18 anos, foi o primeiro cachorro a ser resgatado em um bueiro no município.

“Dos três anos que estou à frente do Nubea, Jimy foi o primeiro cachorro que resgatamos, e participar deste momento foi gratificante. Ele é um cachorro companheiro daquela senhora e um animal guerreiro por conseguir vencer essa dificuldade de passar três dias no bueiro. Os heróis foram as equipes que atuaram no resgate e é importante essas realizações em conjunto, sendo um sentimento de dever cumprido salvar a vida dos animais”, afirmou Lima.

Companheirismo que dura há 14 anos

A nutricionista Talita Scotti de Luca é neta da tutora e disse ao Portal Engeplus que Jimy está na vida dela há cerca de 14 anos. Segundo Talita, os três dias que o animal estava desaparecido foram tristes, com Irma ficando isolada dentro de casa sem a companhia do animal.

“Eu trabalho em um restaurante ao lado da residência da vó e ela passou por momentos tristes nesses dias que ele não estava em casa. Por conta da falta que sentimos e deste momento que passamos, ver ele dentro de casa novamente é um sentimento de felicidade. Ele continua com medo e assustado por tudo que passou, mas ficamos felizes em saber que ele agora está bem e protegido conosco novamente”, destacou Talita.