InternetData CenterAssinante

‘Você usa a máscara se você quiser’, reforça Salvaro

Prefeito diz que uso da proteção é facultativo nas ruas e nas escolas
‘Você usa a máscara se você quiser’, reforça Salvaro
Foto: Lucas Renan Domingos/Portal Engeplus
Por Lucas Renan Domingos Em 03/03/2022 às 19:20

“Você usa a máscara se você quiser. Aqui no município não é obrigatório o uso de máscara. É facultativo”, disse o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, em vídeo divulgado nas suas redes sociais na tarde desta quinta-feira, dia 3. A manifestação veio após a publicação de um novo decreto do Governo de Santa Catarina, que flexibilizou a utilização da proteção para crianças, inclusive nas escolas. Salvaro é contra a obrigatoriedade do uso de máscara nas unidades de ensino e em todos os espaços públicos.

“Criciúma sempre agiu de forma correta, sempre sendo protagonista nas ações de enfrentamento à pandemia. O que nós pedimos para a população é que tome a vacina. Em relação ao uso de máscara, use se você achar que é bom ou não. Isso depende da sua vontade”, frisou.

Em outubro de 2021, o prefeito assinou um decreto que tornou facultativo a utilização de máscaras em ambientes externos para pessoas com ciclo vacinal completo. A medida foi suspensa dias depois, após decisão judicial que destacou que o decreto de Salvaro afrontava Lei Federal e o Decreto Estadual. Meses depois, o Governo de Santa Catarina também flexibilizou o uso de máscaras em ambientes abertos, mas mantendo obrigatório no transporte público, em ambientes fechados ou naqueles em que não é possível manter distanciamento.

“Em 27 de outubro eu já tinha baixado decreto tornando o uso de máscara facultativo. O Ministério Público questionou, a Justiça disse que tinha o decreto do Estado. Mas agora não tem mais. Portanto, está valendo o nosso decreto”, garantiu Salvaro.

O prefeito também falou sobre a polêmica do uso de máscara nas escolas. “Na sala de aula também não é obrigatório”, pontuou. Também nesta quinta-feira, o Comitê de Gerenciamento do retorno às aulas do município de Criciúma recomendou que uso de máscaras seja mantido nas instituições de ensino da cidade, sejam elas públicas ou privadas.

No ofício encaminhado às unidades de educação, o comitê afirma que a “a criança que não fizer o uso da máscara no espaço da sala de aula será considerada integrante do grupo contactante e, nessa condição, havendo alguma pessoa suspeita ou positivada da turma, a criança também será afastada das atividades presenciais”.

Salvaro rebateu a informação. “Se tiver uma criança positivada? Essa criança não pode frequentar a aula, as demais devem ir para a escola. Apenas a criança que positivou vai ficar em casa cumprindo a quarentena”, disse. Veja abaixo a manifestação completa do prefeito:


Vídeo: Divulgação/Redes Sociais Clésio Salvaro

Leia também:

Entenda as novas regras que flexibilizaram o uso de máscara para crianças entre 6 e 12 anos

Comitê de Gerenciamento recomenda que uso de máscara nas escolas seja mantido em Criciúma

Salvaro é contra obrigatoriedade do uso de máscara nas escolas e em todos os locais públicos

Uso de máscara passa a ser facultativo em ambientes externos em Criciúma

Justiça determina suspensão de decreto que tornou facultativo uso de máscara em Criciúma