InternetData CenterAssinante

Projeto da 'Cidade do Conhecimento' irá fomentar inovação no Sul catarinense

Empresários e lideranças políticas participaram do evento e conheceram a iniciativa
Projeto da 'Cidade do Conhecimento' irá fomentar inovação no Sul catarinense
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Redação Engeplus Em 07/03/2022 às 15:16

O pilar da inovação faz parte do projeto de transição energética justa. Construir relações, planejar e definir como se pensa o futuro da região Sul de Santa Catarina para os próximos 10, 20, 30 anos, é algo que já se está fazendo. Um passo importante foi dado nesta segunda-feira, dia 7, em Criciúma. A Satc, juntamente com a BaseCamp, e mais 10 parceiros, unem esforços para lançar o projeto da Cidade do Conhecimento. 

Numa área inicial de 70 hectares, será construída uma cidade sustentável, voltada à inovação, tecnologia e novos modelos de negócios. “Será uma plataforma de inovação, permitindo o desenvolvimento de startups, novas ideias e construindo um futuro diferente para nossa região”, ressaltou o diretor executivo da Satc, Fernando Luiz Zancan.


Satc está coordenando o projeto. (Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus)

Junto com a Satc e BaseCamp, já são parceiras da Cidade do Conhecimento as empresas AGPR5, Alcino Zanatta Ferragens, AM Formaturas, Brametal, DeLupo, Diamante, Rio Deserto, Farben e Open Market, Ferrovia Tereza Cristina, Plasson, e Urussanga Minérios. “Estamos aqui porque acreditamos que esse é o início de um projeto que vai fomentar a inovação e transformar a região”, ponderou o empresário Edmilson Zanatta, representando a Farben e Open Market.

Durante o evento, foram assinados dois termos de parceria, com a Prefeitura Municipal de Criciúma e com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável. São os primeiros incentivos para o início do projeto. “Nossa cidade é formada por empreendedores e segue no caminho certo. A Cidade do Conhecimento faz parte desse momento”, afirmou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro

Representando o governador Carlos Moisés da Silva, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Zabot Holthausen, ressaltou a importância do fomento aos ecossistemas inovadores. “Esse movimento de conexão, união de forças acontece com a Cidade do Conhecimento, que vem se somar à rede de centros de inovação que estimulamos por todo o Estado”, destacou o presidente. 

A parceria com Israel na Cidade do Conhecimento 

Na primeira semana de abril, uma equipe da BaseCamp estará em Criciúma. A empresa de Israel é a parceira da Cidade do Conhecimento. Ela será a responsável por fazer o planejamento amplo e definir os próximos passos.

A proposta é que a cidade inteligente seja sustentável do ponto de vista de geração de energia, emissão zero de carbono e reutilização de água da chuva. Terá um grande centro de eventos, hotéis, apartamentos residenciais e estrutura de lazer para que os integrantes possam morar no espaço. 

Transição energética é bandeira regional

Um dos momentos importantes do evento foi o fortalecimento do programa de transição energética justa de Santa Catarina. Em 2021, o plano foi aprovado com a criação de leis, na esfera federal e estadual, que conciliam a manutenção de empregos e o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva. 

“O nosso futuro está voltado para as emissões de baixo carbono. O setor carbonífero lidera essa transição. Mas, essa mudança só é possível com o apoio de todos, lideranças políticas e empresariais”, comentou o presidente do Sindicato da Indústria de Extração do Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc), Valcir Zanette.