InternetData CenterAssinante

Produtores distribuem carne suína durante protesto em Braço do Norte

Quantidade de carne distribuída é equivalente a dois caminhões
Produtores distribuem carne suína durante protesto em Braço do Norte
Foto: Reprodução/ACCS
Por Jessica Rosso Crepaldi Em 29/03/2022 às 16:43

Suinocultores uniram forças e promoveram um protesto na manhã desta terça-feira, dia 29, na Praça Padre Roer, em frente a Igreja Matriz em Braço do Norte. Sem alternativas para conter o alto custo de produção e a desvalorização do quilo do suíno vivo, eles distribuíram carne suína gratuitamente para a população e também para entidades carentes. A quantidade de carne distribuída é equivalente a dois caminhões. 

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Braço do Norte, Edemar Della Giustina, o motivo do movimento foi mostrar para todas as classes políticas a situação em que os produtos independentes se encontram. O ato pacífico mostrou o descontentamento do setor, que tem demandas urgentes. A distribuição de carne suína também teve o intuito de incentivar a população a consumir mais a proteína. 

Levantamento da ACCS aponta prejuízo para produtor 

Conforme levantamento da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), o prejuízo atual do suinocultor independente passa dos R$ 300 por animal vendido. Hoje, o preço pago pelo quilo do suíno vivo é de R$ 5 e o custo de produção passa dos R$ 8. Esse cenário desesperador ocorre em meio aos recordes de exportação da carne suína e da lucratividade em ascensão das maiores agroindústrias do Brasil. 

Reunião com Carlos Moisés

Uma comitiva segue para Florianópolis nesta quarta-feira, dia 30, para apresentar as demandas urgentes do setor ao governador Carlos Moisés. A audiência está marcada para às 8h30. Nessa segunda-feira, dia 28 o governador cumpriu agenda em Criciúma, na posse festiva da nova diretoria - gestão 2022-2024 - da Associação Empresarial de Criciúma (Acic).