InternetData CenterAssinante

Piscinão deve ser construído em Siderópolis para evitar alagamentos em Criciúma e Forquilhinha

Ação conjunta entre os três municípios deve acontecer nos próximos meses
Piscinão deve ser construído em Siderópolis para evitar alagamentos em Criciúma e Forquilhinha
Foto: Jhulian Pereira/Ilustrativa/Arquivo
Por Rafaela Custódio Em 16/05/2022 às 09:57

As chuvas que atingiram a região Sul de Santa Catarina no início do mês de maio fizeram com que as Prefeituras de Criciúma, Forquilhinha e Siderópolis se unissem para evitar que novas enchentes deixem prejuízos futuros. Na manhã desse domingo, dia 15, os prefeitos Clésio Salvaro, José Cláudio Gonçalves, o Neguinho, e Franqui Salvaro, sobrevoaram com o helicóptero do Serviço Aeropolicial (Saer) o Rio Sangão para identificar áreas para serem construídos piscinões. 

“Ontem pela manhã, com os prefeitos de Forquilhinha e de Siderópolis, percorremos o Rio Sangão, onde tem os maiores pontos de obstrução, ou seja, onde dificulta a passagem da água. O rio está muito destruído, principalmente do bairro Sangão até a cidade de Maracajá, ou seja, que pega os municípios de Forquilhinha e Maracajá. Mas como ele está obstruído para baixo, a água represa na parte de cima e, por isso, as comunidades de Sangão, em Criciúma, Nova York e Cidade Alta, em Forquilhinha, acabaram também sendo atingidas”, explicou o prefeito de Criciúma, em entrevista ao jornalista João Paulo Messer, da Rádio Eldorado. 

Conforme Salvaro, o piscinão no bairro Colonial e o canal auxiliar na área central de Criciúma já ajudam a evitar alagamentos. “Nós sobrevoamos quase toda a extensão do Rio Sangão e paramos na cabeceira do rio na comunidade de Ex-Patrimônio, que pertence ao município de Siderópolis, e entendemos que, aparentemente, é o melhor local para construir o piscinão, pois vai ajudar Criciúma, Forquilhinha e Maracajá. O único município que não será beneficiado será Siderópolis, porém é importante para as cidades vizinhas”, analisou. “A maior obra de Criciúma não foi construída na cidade, pois é a barragem e está construída em Siderópolis. O propósito é oferecer segurança aos moradores”, completou. 

Quarta Linha ganha piscinão para evitar enxurradas em Criciúma

O Governo de Criciúma, por meio da Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, iniciou nesta sexta-feira, dia 13, a escavação para a implantação da bacia de detenção do bairro Quarta Linha. O local escolhido compreende as ruas Guizzo Possamai e a Constantino Zanette, do Loteamento Veneto. O projeto faz parte do complexo de obras de infraestrutura que vêm sendo executadas pelo município e visa a diminuição da vazão do canal que cruza a área urbanizada da Quarta Linha.