InternetData CenterAssinante

Vídeo: baleias-jubarte, toninhas e uma raia manta são avistadas em Laguna

Animais foram vistos na Praia de Itapirubá Sul
Vídeo: baleias-jubarte, toninhas e uma raia manta são avistadas em Laguna
Foto: Divulgação/ProFRANCA
Por Redação Engeplus Em 15/05/2021 às 19:10

Neste sábado, dia 15, o Projeto Franca Austral (ProFRANCA) registrou a avistagem de baleias-jubarte, toninhas e uma raia manta na Praia de Itapirubá Sul, em Laguna (SC). A equipe do ProFRANCA, que conta com patrocínio Petrobras, recebeu informação sobre avistagem de baleias em dois locais na região, na Praia do Cardoso, e na Praia de Itapirubá. A informação inicial era de que se tratava de baleias-franca, o que poderia ser o anúncio da chegada desta espécie para a temporada reprodutiva na região, que vai de julho a novembro, porém avistagens antes deste período podem ocorrer ainda que em maio, mesmo sendo bastante raras. 

A equipe do ProFRANCA se deslocou até o alto do Morro de Itapirubá, um dos pontos utilizados para o monitoramento das baleias-franca durante as pesquisas do projeto e constatou se tratarem de baleias-jubarte (Megaptera novaeangliae, no nome científico). Eram três grupos formados no total por cinco baleias. No início do mês, outras aparições de baleias-jubarte foram registradas no litoral de Santa Catarina, uma na Praia do Campeche, em Florianópolis, e outra na Praia do Mar Grosso, em Laguna. Assim como as baleias-franca, as baleias-jubarte migram para o litoral brasileiro para reproduzir, mas a principal área de concentração delas é o Banco dos Abrolhos, uma extensão da plataforma continental localizada no Sul da Bahia e Norte do Espírito Santo, onde são estudadas há mais de 30 anos pelo Projeto Baleia Jubarte. 

Também foram avistadas três toninhas (Pontoporia blainvillei), que são os menores golfinhos que ocorrem na costa brasileira. Assim como a baleia-franca a toninha também está ameaçada: é o golfinho mais ameaçado de extinção do Atlântico Sul Ocidental.  De acordo com o Projeto Toninhas, que estuda a espécie há mais de 20 anos, a espécie é de águas rasas, sendo encontrada em profundidades de até 50 metros, desde o Espírito Santo, no Brasil, até a Argentina. 

Próximo a uma das baleias-jubarte foi avistada também uma raia manta, uma das maiores espécies de raia do mundo. De acordo com o Projeto Mantas do Brasil, a espécie comprovadamente incidente no Brasil é a Manta birostris ou Mobula birostris, que pode atingir oito metros de uma asa à outra e pesar mais de duas toneladas. A raia manta também é uma espécie ameaçada de extinção, atualmente consta como vulnerável na lista vermelha mundial. Esta é a primeira vez que a equipe do ProFRANCA avista esta espécie na região. 

"O registro de outras espécies de cetáceos e até mesmo da raia manta avistada hoje é muito importante e pode contribuir para os esforços de conservação realizados pelos projetos que as pesquisam. As baleias-jubarte já saíram da lista de espécies ameaçadas de extinção e agora com o aumento populacional estão aparecendo com mais frequência em outros locais da costa brasileira", destacou Karina Groch, diretora de pesquisa do ProFRANCA.

As baleias-francas

A baleia-franca é uma espécie ainda ameaçada de extinção no Brasil, e conta com uma população estimada em cerca de 550 indivíduos e uma taxa de crescimento de 4,8% ao ano. Os números são resultado de uma tese de doutorado finalizada em 2020, contemplando a uma análise de 15 anos de dados dos sobrevoos de monitoramento da espécie. A realização e continuidade deste monitoramento sistemático de longo prazo é fundamental para acompanhar a recuperação populacional da espécie no sul do Brasil.