InternetData CenterAssinante

Equipe do Hospital Materno Infantil Santa Catarina dança axé com gestante para induzir parto

Técnica é comum em maternidades, mas foi utilizada pela primeira vez no HMISC
Equipe do Hospital Materno Infantil Santa Catarina dança axé com gestante para induzir parto
Foto: Reprodução/Ascom/Ideas
Por Redação Engeplus Em 03/05/2021 às 16:46

Foi no ritmo do axé que a pequena Manuela veio ao mundo nesse sábado, dia 1º, no Hospital Materno Infantil Santa Catarina, de Criciúma. Para amenizar as dores do parto, a equipe do Centro Obstétrico do hospital pôs para dançar a mamãe Bruna Kelen Leyendecker - e toda a turma entrou no embalo da “Sacanagenzinha”, da banda Harmonia do Samba. 

Bruna estava com 39 semanas de gestação e deu entrada no hospital na última sexta-feira, dia 30. O trabalho de indução ao parto, sob acompanhamento das médicas plantonistas Maria Fernanda e Juana Coral, começou no sábado, e Manuela nasceu à noite, às 20h17. Na equipe de acompanhamento também estavam as enfermeiras Edneia Cardoso e Elisana da Silva e os técnicos de enfermagem Antônio, Gabriela Furlan, Luana, Lucas Hoffman e Amanda Souza.

A prática é relativamente comum em maternidades, mas pela primeira vez foi adotada no Hospital Materno-Infantil Santa Catarina. Na medicina obstetrícia, a dança é considerada uma opção para aliviar as dores das contrações durante o trabalho de parto. A técnica, avaliam os especialistas, quebra a tensão e a ansiedade da mãe e os hormônios liberados colaboram para tornar o parto menos doloroso.

“A dinâmica foi realizada com o intuito de aliviar a dor do parto, promovendo momentos de descontração e de humanização”, explicou a enfermeira Edneia. Manuela nasceu pesando 3,3 quilos e com 48,5 centímetros de estatura. Mãe e bebê passam bem e já tiveram alta.

O Hospital Materno-Infantil Santa Catarina é administrado pelo Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Atenção à Saúde (Ideas) em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde.