InternetData CenterAssinante

1ª Exposição Sul Catarinense do Dorper e White Dorper é marcada pela união dos criadores

Evento aconteceu neste sábado (6), na Arena Pista de Julgamentos, da AgroPonte
1ª Exposição Sul Catarinense do Dorper e White Dorper é marcada pela união dos criadores
Por Redação Engeplus Em 06/11/2021 às 22:19

Pela primeira vez, o Sul Catarinense realizou uma exposição das raças Dorper e White Dorper. Os criadores trouxeram os seus animais para a 10ª Feira AgroPonte, que está acontecendo no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, em Criciúma.  Entre eles, estão a Cabanha Serramar, a Cabanha Legal e a Cabanha Timbó. Durante o evento, o jurado Lucas Lemos Ranzani além de avaliar os bichos, também partilhou os seus conhecimentos sobre as raças com os presentes.

“Os criadores precisam estar bastante cientes do que é a ovinocultura. E o trabalho que foi apresentado hoje, precisa ser reconhecido. Cada um que lutou para fazer parte da exposição, está de parabéns. Que continuem firmes e fortes no desenvolvimento das raças Dorper e White Dorper na região”, ressalta Ranzani.

Os animais, expostos pela primeira vez, inclusive, na feira, estão chamando a atenção do público por suas características marcantes.

Detalhes das raças Dorper e White Dorper

A raça Dorper tem sua origem na África do Sul, com o cruzamento de outras duas raças: Dorset Horn e Persian. Já a White Dorper tem em sua conformação, além das duas raças mencionadas, mais um tipo de cruzamento com a raça Van Rooy. Ambas as raças são fáceis de serem reconhecidas. Os que possuem a cabeça preta e o corpo branco, são Dorper. Já aqueles que nascem totalmente brancos, são White Dorper. Mas, também apresentam diferenças no comprimento do corpo.

Impulsionar o desenvolvimento destas raças, além de colaborar com o trabalho realizado pelos criadores, são alguns dos intuitos por trás da exposição na feira. “Este foi o primeiro evento com ranking, o que valoriza muito os animais. Os criadores estão felizes com o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Dorper e White Dorper e da AgroPonte”, conta o criador da Cabanha Serramar, Marcio Damian Souza.  

E por falar em criadores, o jurado demonstrou admiração pela parceria entre as cabanhas participantes. “A união entre os criadores me chamou a atenção, acredito que ainda não tinha visto algo desta maneira no Brasil inteiro. Isso é muito importante e precisa ser cultivado”, menciona Ranzani. Outro detalhe que também despertou os seus olhares ao visitar a AgroPonte pela primeira vez, foi a exposição da agricultura familiar.

“Moro em Vargem Grande do Sul, em São Paulo, e já estive em muitos eventos do ramo. Mas os produtos dos agricultores que vi aqui, não é algo comum nos outros locais, e achei muito interessante”, acrescenta.  

O domingo marca o último dia da 10ª Feira AgroPonte

Se você ainda não veio conferir a feira, assim como conhecer os animais das raças Dorper e White Dorper, o evento inicia a partir das 10h neste domingo (7) e segue até as 18h.  Na AgroPonte, além da exposição de animais, há uma imensa diversidade no ramo do agronegócio e da agricultura familiar.

“Ficamos muito contentes por trazer para a região, a primeira exposição destas raças. E, claro, pelos demais expositores que estão conosco nesta edição da AgroPonte. Aproveito para reforçar o meu convite a todos que ainda não vieram visitar a feira, esperamos vocês neste domingo”, menciona o diretor da NossaCasa Feiras & Eventos e idealizador da AgroPonte, Willi Backes.

Os ingressos podem ser adquiridos na recepção do evento pelo valor de R$ 5 ou, antecipadamente pelo site da feira (www.agroponte.com.br). Mas, menores de 12 anos não pagam a entrada, somente precisam estar acompanhados de seus responsáveis.

Todos os protocolos sanitários da AgroPonte podem ser conferidos diretamente pelo site da feira.