InternetData CenterAssinante

Noite de clássico: Próspera tem retrospecto desfavorável contra o Tigre, mas chega em melhor momento

Partida também marca reencontro de Paulo Baier com o Criciúma
Noite de clássico: Próspera tem retrospecto desfavorável contra o Tigre, mas chega em melhor momento
Foto: Lucas Colombo/ECPróspera
Por Thiago Hockmüller Em 31/03/2021 às 11:57

Após 14 anos sem clássico por competições oficiais, Criciúma e Próspera se reencontram na noite desta quarta-feira, dia 31, pela sétima rodada do Campeonato Catarinense. Se pelo lado do Tigre o campeonato está ganhando contornos dramáticos, com a equipe na zona de rebaixamento, o Time da Raça, 9° colocado com sete pontos, faz uma campanha aceitável para o padrão de quem acaba de subir da Série B e não muito distante estava inativo para o futebol profissional.

O clássico também reserva um tom especial para alguns nomes específicos do Próspera: o técnico Paulo Baier, o auxiliar Luciano Almeida, o lateral Sueliton e o goleiro Roberto, todos com história vestindo a camisa tricolor do Criciúma. Isto sem contar o volante Bessa, oriundo da base do Tigre e que se recupera de lesão.

Agora, defendendo as cores do Próspera, eles pretendem consolidar a campanha com uma vitória no clássico. “Tenho uma gratidão pelo clube, tenho histórias lá dentro. Mas eu estou defendendo o Próspera e não há outra alternativa a não ser fazer de tudo para que o Próspera seja vencedor. Cada um tem uma história lá dentro, eu tenho a minha, o Luciano Almeida tem a dele, o Roberto tem história no Criciúma, o Sueliton também. Defendendo o Próspera, a gente também quer fazer história aqui. Vamos fazer de tudo pra vencer, este é o propósito”, argumenta Baier.

O Criciúma leva a melhor no histórico do confronto. Segundo levantamento do site Meu Time na Rede, são 26 jogos, com 17 vitórias do Tigre, duas do Próspera e sete empates. A última partida entre as equipes foi em amistoso no ano de 2009 e o Tricolor venceu por 2 a 0. A partida foi justamente no Heriberto Hülse, palco do jogo de hoje.

Vencer para sonhar

Estamos conscientes do que temos que fazer, não temos nada a ver com o Criciúma. Se eles estão nesta situação, foi porque eles se meteram. Nós temos que fazer nosso trabalho, respeitar, saber que tem profissionais do outro lado que querem vencer, nós também queremos. Vai ser um grande clássico.

Paulo Baier, técnico do Próspera
_____

O Próspera nunca escondeu de ninguém que a missão no Catarinense é permanecer na elite. Todavia, com oito equipes classificando para as eliminatórias, a matemática pode ganhar outros contornos. Se vencer hoje, a equipe de Paulo Baier vai a dez pontos e pode entrar novamente na zona de classificação.

A vitória também consolida a campanha pela permanência, uma vez que o clube abriria sete pontos de frente para o Criciúma e no pior dos cenários manteria cinco de frente para o Metropolitano, os dois últimos e integrantes da zona de rebaixamento.

“Hoje eu acredito que com mais duas vitórias a gente permanece. Trabalhamos jogo a jogo. O próximo é o mais decisivo sempre, este é o nosso pensamento. O ambiente nosso é muito bom, o nosso espírito está muito bom, principalmente por conta do último jogo, que o time se comportou muito bem. Voltamos a guerrear, a ter vontade”, declara o treinador.

Para a partida de hoje, Baier não conta com Galiardo, expulso contra o Avaí. A provável escalação tem Roberto; Sueliton, Matheus Ernandes, Gullithi e Xaro; Ramon, Jessé e Leomir; Gabriel Henrique, Maicon Santana e Daniel.

Confira a ficha técnica Criciúma x Próspera

Competição: Campeonato Catarinense, 7ª rodada.

Data: Quarta-feira, dia 31 de março.

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.

Horário: 21h30min.

Arbitragem: Heber Roberto Lopes apita a partida auxiliado por Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro.

Provável Criciúma: Gustavo; Léo, Marcel, Alemão e Hélder; Eduardo, Moacir e Adenilson, Mateus Anderson, Gabriel Silva e Pedrinho.

Técnico: Hemerson Maria.

Provável Próspera: Roberto; Sueliton, Matheus Ernandes, Gullithi e Xaro; Ramon, Jessé e Leomir; Gabriel Henrique, Maicon Santana e Daniel.

Técnico: Paulo Baier