InternetData CenterAssinante

Sebrae e Bossanova criam iniciativa que irá investir R$ 15 milhões em 50 startups brasileiras

Negócios nascentes de todo o país poderão participar do Startup Invest Summit
Sebrae e Bossanova criam iniciativa que irá investir R$ 15 milhões em 50 startups brasileiras
Foto: Unsplash
Por Redação Engeplus Em 09/06/2021 às 21:16

O Startup Invest Summit destinará até R$ 15 milhões em capital para impulsionar 50 startups de todas as regiões do Brasil. A iniciativa é uma ação de investimento feita em parceria entre o Sebrae, a principal entidade de fomento ao empreendedorismo do país, e a Bossanova Investimentos, um dos gestores de fundos mais ativos da América Latina para negócios em estágio pré-seed, responsável pelo investimento. Os empreendedores podem submeter suas startups de 7 de junho até 10 de setembro. No alvo da iniciativa estão empresas inovadoras, digitais e escaláveis, modelo de negócio B2B ou B2B2C, com faturamento mínimo de R$ 20 mil mensais e que estejam em rodada de captação no estágio pré-seed ou seed. As inscrições devem ser feitas pelo site www.startup investe summit.com.br. As contempladas serão avaliadas por uma banca de investidores na edição 2021 do Startup Summit, um dos maiores eventos do ecossistema brasileiro, organizado pelo Sebrae, em Outubro.

Cada startup poderá receber até R$ 300 mil para acelerar o negócio, em troca de um percentual da empresa. "A Bossanova é o Venture Capital mais ativo da América Latina, investimos em startups com produtos ou serviços validados, preferencialmente próximas ao break-even ou com visão clara para alcançá-lo", explica João Kepler, CEO da Bossanova Investimentos. “Ter o Sebrae como parceiro na criação desta iniciativa é um passo importante para o ecossistema, porque ajuda a conectar mais startups apoiando nossa missão de democratizar o acesso a investimento.", completa.

Bruno Quick, diretor técnico do Sebrae, ressalta o perfil inédito do Startup Invest Summit. “Pretendemos tornar esta iniciativa na maior ação de investimentos em startups já realizada no país. Queremos conhecer e fortalecer as startups que fazem diferença em todas as regiões brasileiras e impactam todo o ecossistema de inovação nacional”.  

Avaliação dos negócios

As startups inscritas passarão por um processo de avaliação, com entrevistas feitas por um comitê especializado, que analisará nove pilares do negócio: time, perfil, escalabilidade, produto, modelo, marketing, mercado, vendas e financeiro. Os negócios mais bem avaliados serão divulgados no dia 25 de setembro e passam para a última etapa, a apresentação de pitch. Durante o evento Startup Summit, no dia 15 de outubro, as empresas ficarão frente a frente com os investidores, em 10 bancas, que definirão, no mesmo dia, quais serão as 50 investidas, assim como os valores do investimento.

“O Startup Summit está consolidado como um dos maiores eventos do ecossistema de inovação do país. Ao realizar os pitchs finais do Startup Invest Summit e o anúncio dos vencedores durante o evento, buscamos unir as duas iniciativas para potencializar e fortalecer ainda mais as startups brasileiras. E esse trabalho tem sido uma prioridade do Sebrae nos últimos anos”, comenta o diretor técnico do Sebrae/SC, Luc Pinheiro.

Sobre o Sebrae

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma entidade privada sem fins lucrativos. É um agente de capacitação e de promoção do desenvolvimento, criado para dar apoio aos pequenos negócios de todo o país. Desde 1972, trabalha para estimular o empreendedorismo e possibilitar a competitividade e a sustentabilidade dos empreendimentos de micro e pequeno porte. No ecossistema de inovação, é uma das entidades mais ativas por meio de programas de apoio a startups, fomento à tecnologia, design e inovação, além de promover e apoiar eventos, como o Startup Summit, um dos principais do setor.

Sobre o Bossanova

A Bossanova Investimentos nasceu em 2015 com a junção do portfólio de startups investidas dos investidores-anjos João Kepler e Pierre Schurmann. Pensada para preencher uma lacuna entre os aportes iniciais que as startups recebem e as rodadas de investimento que realizam quando a operação já está consolidada. A Bossanova tem como sócios o Grupo BMG, desde 2017, o empresário Thiago Oliveira, desde 2019; o Grupo Primo, liderado por Thiago Nigro, desde março de 2021 e a partir de abril de 2021, Janguiê Diniz, da Epitychia.

Leia mais sobre: