InternetData CenterAssinante

Estrela do tênis Djokovic pode ser deportado novamente

Governo australiano cancela visto de tenista às vésperas do Aberto da Austrália
Estrela do tênis Djokovic pode ser deportado novamente
Foto: Divulgação
Por André Abreu Em 14/01/2022 às 07:45

A Austrália revogou o visto do tenista Novak Djokovic pela segunda vez consecutiva sobre seu direito de permanecer no país sem ser vacinado.

A decisão por motivos de "saúde e boa ordem" significa que ele pode ser deportado e ficar proibido de entrar no país por três anos.

No entanto, o sérvio de 34 anos ainda pode tentar outro recurso legal para permanecer na Austrália.

O tenista masculino número um estava programado para jogar o Aberto da Austrália, que começa na segunda-feira (17).

Djokovic se apresentará às autoridades de imigração no sábado (15). 

"Hoje exerci meu poder... para cancelar o visto do Sr. Novak Djokovic por motivos de saúde e de boa ordem, com base no fato de que era do interesse público fazê-lo", disse o ministro da Imigração Alex Hawke em um comunicado.

O primeiro-ministro Scott Morrison disse que a decisão seguiu "cuidadosa consideração".

Entre a Austrália e a estrela do tênis está a qestão da vacinação: a Austrália só permite a entrada de vacinados e Djokovic se recusa a ser obrigado a estar vacinado para participar do torneio.  Ele teve seu visto cancelado logo após ser admitido ao país. Um juiz revalidou o visto após recurso de seus advogados, mas disse que a decisão final caberia ao ministro da Imigração, segundo a lei.