InternetData CenterAssinante

Protestos na Europa contra novas medidas restritivas

Governos buscam conter propagação da nova variante Ômicron
Protestos na Europa contra novas medidas restritivas
Foto: José DalToé
Por André Abreu Em 20/12/2021 às 13:00

À medida que os governos europeus reforçam as restrições para atrasar a propagação da variante Ómicron, milhares de manifestantes continuam resistindo, aquilo a que chamam restrições de liberdades.

Milhares de pessoas protestaram nas ruas de Londres no final de semana contra as medidas mais recentes adotadas pelo governo para evitar a progação da nova variante do coronavírus. 

O governo não descarta adotar uma série de novas restrições enquanto muitas pessoas estão protestando contra os passaportes da vacina e outras regras sanitárias.  A polícia tentou manter a multidão sob controle nas ruas e acompanhou os protestos, mas sem nenhum incidente grave apesar do clima de tensão entre os que protestavam e os policiais. 

Confira o vídeo gravado por José DalToé

O centro de Bruxelas esteve mais uma vez tomado neste domingo (19) por manifestantes. O protesto começou de forma pacífica mas terminou, de novo, em confrontos entre manifestantes e a polícia.

O governo belga está incentivando a população a se vacinar e dá três meses aos profissionais de saúde, a partir de 1º de janeiro, para se vacinarem, sob pena de perderem os empregos.

Sarkis Simonjan, do coletivo "Bélgica unida pela liberdade" afirmou ao site Euronews: "É a mesma mensagem das manifestações passadas, ou seja: parar a obrigação de vacinação para o corpo médico e também parar o "certificado Covid".

Na Áustria, centenas de pessoas reuniram-se nas ruas da capital, Viena, para homenagearem os 13.400 mortos por Covid registrados até agora.

A partir desta segunda-feira (20) há regras mais estritas para viagens. O país está saindo progressivamente de mais um confinamento, com a variante Ómicron em progressão, e a questão que todos se colocam é na Europa: Por quanto tempo?