Viagens

VIAGENS

Treviso renova projeto de turismo sustentável para 2018

Prefeitura e Instituto Alouatta reafirmaram a parceria na manhã desta segunda-feira, dia 5

05
FEV
2018
| 16h40
16h40
Redação Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Alexandra Piati

A continuação do projeto que visa o desenvolvimento do turismo sustentável em Treviso foi garantida por mais um ano, na manhã desta segunda-feira, dia 5, durante a renovação da parceria entre a Administração Municipal e o Instituto Alouatta. Os trabalhos iniciaram em 2017 e o objetivo é explorar economicamente o potencial turístico de Treviso, respeitando o meio ambiente e gerando uma nova e permanente fonte de renda e trabalho no município.

“O primeiro ano, 2017, foi mais de trabalho de bastidores. Nós trabalhamos forte na formação do Comtur (Conselho Municipal de Turismo), que está em um formato excelente para o município, trabalhamos também na atualização do inventário turístico, basicamente a articulação e reunião de todas as informações que nós precisávamos. E 2018 a perspectiva é excelente porque, de posse dessas informações e com o conselho de turismo formado, a gente consegue pensar num planejamento a longo prazo, mas fazendo ações de curto prazo, para que já seja inserida efetivamente essa questão do turismo no dia a dia de Treviso”, comenta coordenaddor do projeto Paulo Cadallóra.

As cachoeiras, rios, trilhas e a área verde preservada, rica em fauna e flora, são alguns dos maiores atrativos de Treviso e, segundo o prefeito, o destino já é procurado por turistas de todo o país. “A nossa população aumenta, em média, 50% nos finais de semana por causa dos visitantes que vêm para aproveitar as nossas belezas naturais. As pousadas e restaurantes estão sempre cheios e novos empreendimentos já estão em construção ou sendo planejados. E o que nós queremos é que o turismo de Treviso seja uma força da economia, mas que a natureza continue preservada, por isso é tão importante esse trabalho de sustentabilidade realizado na parceria entre a prefeitura e o instituto”, afirma Jaimir Comin.

Planos para 2018

As ações que aliam lazer, educação ambiental e desenvolvimento econômico programadas para este ano já começam a ser colocadas em prática no próximo mês. “Uma dessas ações é o fortalecimento do projeto de observação de aves, nós vamos fazer um curso de observação de aves para iniciantes, isso vai nos dar informação sobre esse visitante que busca essa prática, mas tem pouco conhecimento sobre a atividade. Teremos também, entre março e abril, uma soltura de aves que será realizada com o apoio de diversas instituições e isso vai ser muito importante para o processo de mobilização da comunidade. A gente está programando, ainda, uma temporada de inverno caracterizada por eventos de turismo de natureza, no período de junho e julho”, conta Cadallóra.

“Com essas informações nós começamos a construir o que chamamos de ‘marca do destino’, ou seja, Treviso tem todo esse potencial de turismo de natureza e a gente precisa transformar isso em realidade. Algumas ações foram feitas em 2017, mas 2018 digamos que seja uma janela para que possamos ampliar essas ações através dessa construção do destino de natureza”, conclui o coordenador de projetos do Instituto Alouatta.

Colaboração: Bruna Borges / Prefeitura Treviso

Leia mais sobre: turismo, treviso
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Missão Cumprida ..Aposentadoria de Cláudio Gomes Nações Shopping vai exibir a final da UEFA no cinemaCriciúma tem manifestações espalhadas pela avenida CentenárioPROCURA-SEHorários de ônibus são alterados para prolongar atendimento à populaçãoManifestantes trancam Avenida Centenário, em Criciúma