InternetData CenterAssinante

Barbeiro criciumense vai à Jordânia para ensinar profissão a refugiados

Barbeiro criciumense vai à Jordânia para ensinar profissão a refugiados
Foto: Divulgação
Por Amanda Garcia Ludwig Em 12/04/2017 às 13:56

O barbeiro criciumense Thiago Lorenzetti embarca na próxima semana para a Jordânia, onde passará 15 dias ensinando uma nova profissão para refugiados sírios e iraquianos que estão no país. A convite de um amigo, um pastor que esteve lá no ano passado, Lorenzetti aceitou se reunir com outras seis pessoas que participarão de um projeto que busca ajudar aqueles que estão no campo de refugiados.

"Meu amigo havia arrecadado roupas, remédios e mantimentos, e visitou famílias necessitadas para fazer as doações. Ele percebeu, no entanto, que seria necessário algo que ajudasse essas pessoas a médio prazo, ou seja, uma profissão", explica.

Lorenzetti ensinará a profissão de barbeiro a 15 homens pré-selecionados pelo projeto. "Por serem de outro país e estarem em um campo de refugiados, essas pessoas acabam sofrendo muito preconceito. Este será um meio para que eles possam trabalhar e ganhar dinheiro para sobreviver."

Até o momento, o barbeiro já conseguiu um pouco de material (máquinas, tesouras, pentes e borrifadores) para doar aos alunos, mas continua arrecadando dinheiro para terminar de comprar o material que será destinado ao curso.

A experiência é uma novidade na vida de Lorenzetti, e ele acredita que a ideia de ensinar uma nova profissão aos refugiados pode ser uma nova chance para que outras pessoas façam o mesmo no futuro. "Vamos documentar tudo, para que possamos estimular mais pessoas a fazerem o mesmo. É uma sensação muito boa", afirma o barbeiro.

Leia mais sobre: