Veículos

Test drive

Impressões em 60 minutos - Peugeot 208 Griffe 2017

Portal Engeplus testou o compacto francês

14
FEV
2017
| 11h08
11h08
Redação Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições

ESPECIAL / Vinícius Alexandre R. Fabrício

Na última sexta-feira tive a oportunidade de realizar um test drive em um Peugeot 208, um carro que já conhecia, mas apenas andando no banco do carona. Posso dizer que o compacto premium da marca francesa - premium pois a versão testada Griffe é a top de linha do modelo - impressiona logo de cara, ainda mesmo antes de abrir as portas.

O visual externo do carro chama a atenção: é bonito e tem linhas modernas, sem exageros. Destaque para o grande teto solar panorâmico que se estende por quase todo o teto desde o para-brisas, para os cromados na grade frontal e moldura dos vidros, e para o belíssimo conjunto de rodas de liga leve diamantadas de 16 polegadas, montadas em pneus Michellin 195/55/16.

Preparando para a partida, entrei no carro usando uma chave do tipo canivete, responsável pelo comando das travas de porta e alarme, e não há como não reparar no tamanho do volante, que confesso, estranhei. É pequeno, menor que o convencional, mas acabei descobrindo a sua razão de ser.

Faz conjunto com um bonito painel que mescla itens digitais e analógicos, de fácil visualização, que é feita por cima do volante e não por dentro, como é de costume. Ao alcance do motorista, no volante e na coluna de direção ainda estão os comandos de som, do piloto automático e o paddle-shift, as borboletas para troca de marchas.

No painel ao centro, a central multimídia tem GPS com tela touchscreen, com destaque para duas funcionalidades, a função jukebox, que possibilita que o motorista copie arquivos de músicas para a memória interna da central, dispensando o uso continuo do pendrive, e também para a câmera de ré, que em conjunto com os sensores de estacionamento dianteiros e traseiros dão uma boa ajuda na hora da baliza. Abaixo disto os controles do ar condicionado, vale dizer, dual zone e que ainda refrigeram o porta-luvas.

Extra

Para as mulheres, o parasol do motorista também possui espelho!

O acabamento interno é bem feito, com material que aparenta boa qualidade, corte e encaixe perfeitos, digno da fama que os carros da marca têm, contudo abusando no uso de peças plásticas. A forração também é boa e os bancos embora não sejam revestidos em couro, apresentam tecido de qualidade e costuras bem alinhadas.

Afivelei o cinto de segurança, regulei os retrovisores, os externos com controles elétricos e sai da concessionária para um trajeto de 60 minutos, urbano e rodoviário. O motor 1.6 de 16 válvulas é silencioso e faz conjunto com um câmbio automático de 4 velocidades, e considerando não se tratar de um esportivo, entrega um bom desempenho no trânsito travado e também na estrada. Contudo, em algumas situações, pareceu um pouco lento nas trocas de marcha (reduções) e acho que um câmbio mais moderno e com 6 velocidades casaria melhor com o forte motor.

A posição de dirigir é confortável e passa segurança, mérito das abas laterais nos bancos. A direção elétrica variável atua perfeitamente, leve ao estacionar e precisa ao rodar. A suspensão parece bem acertada e adaptada à realidade das vias brasileiras, não deixando a carroceria rolar lateralmente nas curvas, tampouco em uma frenagem forte, mesmo que o carro não conte com freios a disco nas rodas traseiras. Os freios, aliás, funcionam muito bem, mesmo freando forte e em curva.

Segurança

O carro possui airbags frontais, laterais e de cortina!

Por fim o tamanho compacto do carro cobra o seu preço e se você tem 1,84m de altura ou mais, vai bater a cabeça no teto se sentado nas laterais do banco traseiro e ter alguma dificuldade para acomodar as pernas se os ocupantes dos bancos dianteiros também forem altos.  O porta-malas, como esperado em um compacto, é pequeno e me trouxe a única decepção pessoal  com o carro – o estepe não tem roda de liga.

O carro gentilmente foi cedido pela concessionária Bourbon Criciúma para este test drive.

Leia mais sobre: veiculos, test drive
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Atrações especiais marcam aniversário de oito anos da Feira LivreExperiência de Oração será realizado neste fim de semanaMobilidade urbana norteia debate do Cultura AcicGestantes recebem orientações sobre gravidez e cuidados com os bebêsSuspeitos de cometerem homicídio são presosUnesc comemora 50 anos em evento com a participação da comunidade