InternetData CenterAssinante

Abismo financeiro dos clubes brasileiros

Palmeiras x Flamengo em busca da glória eterna
Abismo financeiro dos clubes brasileiros
Foto: www.palmeiras.com.br/
Por Vitor Rizzatti Em 07/10/2021 às 12:37

A velha máxima "camisa ganha jogo" está perdendo seu sentido. Clubes tradicionais como Vasco, Botafogo e Cruzeiro, hoje disputando a série B, se afundam em uma dívida próxima de R$ 1 bilhão. Em contrapartida, Flamengo e Palmeiras vêm se estruturando nos últimos anos, ditando o ritmo das contratações e enfileirando taças. 

Organização e equilíbrio financeiro se tornaram o ponto principal para a garantia do sucesso. Um clube como o São Paulo, tricampeão mundial com um passado cheio de glórias, hoje olha com temor para o futuro e acumula uma dívida de mais de R$ 500 milhões. 

Eduardo Bandeira de Mello assumiu a presidência do Flamengo em 2013 com uma dívida superior a R$ 800 milhões. Na posse, a promessa de que em seis anos colocaria o clube novamente no caminho dos títulos e que grandes jogadores teriam o prazer de vestir a camisa rubro-negra. 

Em 2019, com as finanças em dia, o Flamengo foi ao mercado e reforçou um time inteiro de estrelas. Como resultado, acabou conquistando um carioca, um brasileiro e uma Libertadores num ano histórico. 
 
No Palmeiras, o ex-presidente e torcedor Paulo Nobre desembolsou cifras milionárias e a Crefisa, atual patrocinadora do clube, investiu mais de R$ 800 milhões. De um quase rebaixamento no Brasileirão 2015, o time faturou o bicampeonato da Libertadores em 2020.  

Tanto Flamengo como Palmeiras caminham a passos largos para serem dominantes na América do Sul. Enquanto isso, outros clubes tradicionais por conta das más administrações e egos políticos vão se afundando na crise e seguindo para um caminho sombrio.