InternetData CenterAssinante

Serra do Rio do Rastro: ‘no final do dia devemos fazer a liberação’, afirma Rosinei Da Silveira

Empresa responsável pelas obras na via estadual farão uma avaliação do local
Serra do Rio do Rastro: ‘no final do dia devemos fazer a liberação’, afirma Rosinei Da Silveira
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 18/01/2021 às 07:45

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) informou ainda na noite desse domingo, dia 17, que a rodovia SC-390, na Serra do Rio do Rastro, está interditada temporariamente em virtude de queda de blocos. Na manhã desta segunda-feira, o coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, afirmou que a liberação deve acontecer ainda hoje no final do dia. 

“Neste momento a Serra ainda está interditada e durante o dia os técnicos que estão fazendo as obras de contenção vão trabalhar no local do acidente geológico que aconteceu nesse domingo”, explicou em entrevista ao jornalista João Paulo Messer, da Rádio Eldorado. 

A rodovia foi interditada ainda na última sexta-feira, dia 15, em virtude de uma rocha que apresentava risco de queda. “Desde sexta-feira, o superintendente regional Sul do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Gustavo Taufembach, informou que a empresa estava trabalhando em uma rocha muito grande e a Serra foi interditada para que o trabalho fosse realizado. Já no sábado aconteceu o desabamento e no domingo tivemos queda de blocos. No final do dia desta segunda-feira devemos fazer a liberação”, detalhou. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) está no local orientando o trânsito que foi totalmente interrompido. 

Obras 

O Estado tem feito intervenções em 25 pontos críticos, que passarão por melhorias. Em cada um deles serão aplicadas diferentes técnicas, de acordo com as necessidades específicas. Também será feita a retirada de blocos rochosos e outros materiais que estão soltos e sobre os taludes. Atualmente, os trabalhos estão sendo realizados em sete pontos da rodovia.

A ação faz parte do programa Novos Rumos e conta com recursos do Governo Federal de mais de R$ 19 milhões. A previsão é que as obras sigam até maio de 2021.

O trabalho consiste em colocar telas metálicas de alta resistência com grampos para evitar quedas de bloco e movimentação de massa, problemas frequentes ao longo da SC-390, na Serra do Rio do Rastro. O plano de trabalho prevê que a intervenção ocorra de maneira simultânea em outros pontos da rodovia que faz a ligação entre o Sul e o Planalto catarinense.