InternetData CenterAssinante

Desacato e cusparada contra as mulheres agentes

Desacato e cusparada contra as mulheres agentes
Foto: Divulgação
Por Denis Luciano Em 20/05/2017 às 13:59

As agentes de trânsito de Criciúma estão sendo vítimas de desacato com freqüência nas ruas da área central. Nesta sexta-feira mais uma ocorrência foi registrada na Polícia Civil. Uma agente fazia ronda com sua colega pela Praça do Congresso quando verificou irregularidade envolvendo um automóvel Fiat Stylo vermelho. Ao abordar o motorista, ela recebeu agressões verbais e uma cusparada.

“No primeiro dia do estacionamento rotativo uma agente não conseguiu ficar duas horas na Travessa Henrique Lodetti”, conta o gerente de Trânsito e Transportes da ASTC, Tiago Fagundes. “Ela saiu chorando pois foi desacatada por comerciantes e motoristas. Daí veio um agente homem e não ocorreram mais problemas”, completa.

Na avaliação dos profissionais que atuam no setor, há uma clara discriminação com as mulheres pelas ruas. “Há vários setores onde só colocamos agentes homens trabalhando”, relata Fagundes. Nos próximos dias, representantes dos agentes de trânsito vão tentar uma reunião com o prefeito Clésio Salvaro e nela sugerirão a liberação de arma de choque para, após um treinamento, ela poder ser usada nas rondas pela cidade.