navegue nos blocos da capa

Tecnologia

Criciúma

Pesquisa do Sesi Escola é premiada e homenageada

Grupo de pesquisadores levou estudo a Blumenau e foi destacado na Câmara

28
MAR
2017
| 07h00
07h00
Redação Engeplus
Especial
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação / Câmara Criciúma

Foi com emoção que o professor Cléber Marinho Júnior recebeu, com a equipe de robótica Os Carvoeiros, do Sesi Escola, uma homenagem na noite desta segunda-feira na Câmara de Criciúma. “Vocês não tem noção da importância desse reconhecimento para nós”, disse Marinho, sem esconder as lágrimas.

A Moção de Aplauso concedida pelos vereadores reconheceu o trabalho dos alunos na pesquisa sobre o cuidado com abelhas nativas do Brasil no inverno. Tal pesquisa recebeu o prêmio de melhor pesquisa do Torneio de Robótica First Lego League, em Blumenau.

A equipe do professor Marinho conta com os alunos Ana Julia Caciatori, Beatriz Dutra, Matheus Fernandes, Maitê Leopoldino, Leonardo de Luca e Sabrina Broch. O trabalho do grupo constou de um aquecedor inteligente para meliponicultura visando aquecer a colmeia, equipamento eficiente em ocasiões de baixas temperaturas. O time do Sesi Escola Criciúma classificou-se ainda entre os cinco melhores no Desafio do Robô e obteve o sexto lugar geral entre 30 equipes de cinco estados. O vice-presidente Regional Sul da Fiesc, Diomício Vidal, acompanhou a homenagem.

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Seminário Nacional encerra em Forquilhinha com sucesso de públicoCarro cai em rio e motorista é salvo por policial militarNeovenezianos são convocados para seleção catarinense escolar de atletismoClubes começam a confeccionar a 'colcha a mil mãos'Novo dia de geada em São JoaquimAgricultores são capacitados em sobressemeadura