InternetData CenterAssinante

Estou de volta

Nas próximas colunas vou contar um pouco da minha viagem pela Europa
Estou de volta
Por Janine Limas Em 03/09/2019 às 14:10

Estou de volta

Andei meio sumida, minha coluna até mesmo desapareceu do portal. Tive motivos para essa pausa. Mas agora estou de volta para falar de turismo e gastronomia e compartilhar com vocês um pouquinho das minhas experiências.

Não sou uma viajante mega experta, na última viagem, por exemplo,passei alguns apertos. Nada grave, mas a gente sempre pensa que na próxima vai se preparar melhor.

Essa foi uma viagem em família. Foi ótima, desfrutamos cada momento, cada lugar. Aproveitamos o último mês de verão Europeu, particularmente minha estação preferida. A primeira parada foi Frankfurt, viajamos como sempre com a Latam, aproveitamos uma promoção e compramos com antecedência na agência Latam de Criciúma. Na próxima coluna vou falar do upgrade de passagem, fiquem espertos.

Saindo do aeroporto para o hotel

Para evitar confusões decidimos pegar um Uber, porque fizemos as contas para chegar ao hotel de trem com todo o transtorno, não valeria a pena. Pagamos um pouco a mais e ficamos na porta do hotel.

Nos hospedamos no hotel Flemings Coference, por sinal o melhor hotel da viagem, um pouco longe do centro, mas o transporte público era superacessível, há duas quadras do hotel era possível pegar o trem ou o metro. O quarto muito limpo, confortável e com um banheiro muito diferente, diria inusitado.

O café da manhã era um espetáculo, na verdade foi o único hotel onde tomamos café da manhã, porque a maioria dos hotéis europeus não incluem essa refeição. Os hóspedes devem pagar a parte e com o Euro nas alturas não estava valendo a pena tomar café nos hotéis, mas nesse o preço estava razoável.

https://www.flemings-hotels.com/

 

Pela cidade

Vou dizer uma coisa para vocês a cidade me surpreendeu, não esperava muito. Logo na primeira noite saímos para o centro, ruas cheias, bares e restaurantes lotados, afinal o verão dura pouco e é preciso aproveitamos. Passeamos, comemos comida típica alemã num pub australiano, bebemos a cerveja local e tomamos um dos melhores sorvetes que já experimentei na vida. Italiano claro.

No segundo dia saímos cedo, pegamos o metro em direção ao centro histórico, o cartão postal da cidade. Fizemos um desvio para passar pela beira do Rio Meno, um dia quente de sol, muitas pessoas andando de bicicleta, patins, skate, patinete, enfim tudo que tivesse rodas estava valendo.

Caminhamos pela ponte de Ferro, a ponte dos cadeados, fomos até a outra margem do rio. Visitamos uma igreja caminhamos, sentamos na passarela para curtir a vista e voltamos a caminhar.

Frankfurt é uma cidade para passear, sem pressa pelas ruazinhas e casinhas típicas e vila alemã. Visitar os mercados, as lojas de lembrancinhas e curtir cada momento. A noite fomos jantar num barco, um bar às margens do rio, a parte da cidade que mais gostei. Comemos comida típica, bebemos cerveja local, cerveja de maracujá e cidra de maçã. Confesso que o tal vinho de maçã típico da cidade não me conquistou, mas quando se viaja toda a experiência vale a pena. Provar novos saberes e sabores, conhecer uma nova cultura e voltar para casa diferente.