InternetData CenterAssinante

Crônica do Didé: A noite em que a torcida recebeu um presente de grego

Crônica do Didé: A noite em que a torcida recebeu um presente de grego
Foto: Celso da Luz/CEC
Por @mateusmastella Em 16/09/2021 às 20:44

O que a torcida carvoeira e o povo de troia tem em comum? Um presente de grego é a resposta. Enquanto troia recebeu um cavalo de madeira, achando ser um presente, o torcedor recebeu o direito de voltar ao estádio após um ano e seis meses, também achando ser um presente.

Tanto troianos quanto carvoeiros estiveram errados, pois não se tratava de um presente, e sim, de uma armadilha, derrotando-os de forma humilhante.

Troia recebeu em festa o cavalo de madeira e dentro tinha inimigos gregos, que aproveitando-se da bebedeira dos troianos, aniquilaram-nos, vencendo a guerra.

Em paralelo, a torcida Carvoeira recebeu de presente a entrada ao estádio em dia de jogo. Dentro do estádio tinha um time que jogou sem vontade, desorganizado, atrapalhado e sofrendo uma derrota por 2 a 0, aniquilando os ânimos dos 470 torcedores que foram ao estádio para matar a saudade de ver o Tigre em campo.

O jogo
O que destacar de um jogo ao qual os destaques foram aqueles que apenas cumpriram suas funções de posição, fazendo o básico, como o goleiro Alisson, o lateral Pedro Rosa e o volante Eduardo, por exemplo? 

Talvez o gol de falta à lá Zico, cobrado pelo atacante do Hercílio Luz,  Garraty, principal destaque da noite.

Enquanto o Criciúma errava passes, cobrava escanteio curto (na canela), escorregava, chutava mal e fraco, a exemplo da única finalização carvoeira, do segundo tempo, por parte do meia Dudu Figueiredo, que chutou tão fraco a ponto do goleiro Matheus defender com os pés, o Hercílio acertava em campo.

Marcação acirrada, contra-ataque e jogando de forma segura, dando o sangue em campo, serviu de motivação para o Leão jantar o Tigre na noite dessa quarta, de reestreia da torcida.

Sábado volta a campo
Desta vez, pela Série C, o Criciúma volta a campo diante do Mirassol e o futebol jogado nesta quarta traz inseguranças neste confronto decisivo, pois se vencer classifica para a próxima fase.

Sábado é o jogo mais importante do ano, sábado é dia de voltar a vencer no Majestoso; sábado é dia de vencer, convencer e buscar a verdadeira briga rumo ao acesso à Série B do Campeonato Brasileiro.

@didefontana é jornalista e colabora para a Engeplus e o Tabelando