InternetData CenterAssinante

Crônica do Didé: A conservação da história; um presente ao torcedor

Crônica do Didé: A conservação da história; um presente ao torcedor
Foto: Celso da Luz/CEC
Por Didé Fontana Em 13/10/2021 às 19:00

Os últimos dias tem sido de chuva, nublado e frio. Com uma reinauguração em homenagem a história do Criciúma Esporte Clube por vir, que de tão especial, o evento por si só já foi histórico, e o sol apareceu, igual ao calor da torcida. 

Pedro Paulo Canella, fanático torcedor do Tigre desde criança, não mediu esforços para construir, ao longo deste ano, a sala de troféus do Criciúma Esporte Clube. Foram recursos levantados, materiais e construção sendo feitas, para, enfim, presentear o torcedor com a conservação que a história do Criciúma Esporte Clube merece.

A reinauguração
Com a presença do presidente Anselmo Freitas, Pedro Paulo Canella, como diretor social, goleiro Roberto Volpato, que tem sua tão transparente ligação com o clube, o presidente do Conselho Deliberativo, Guilherme De Souza Búrigo, e Décio Góes, filho de Décio Bianchini Góes, homem que leva seu nome à Sala de Troféus, estava inaugurada um patrimônio para a história do Criciúma Esporte Clube.

Sob presença de torcedores, colaboradores e imprensa, a tradicional e tão usada no meio político, corte da fitinha na entrada, aconteceu em um gesto de inauguração da Casa Do Torcedor Carvoeiro, tal como diz a fachada em frente ao estádio, que até ilumina a noite.

Roberto Volpato, ídolo Carvoeiro (das antigas e dias atuais), teve a honra de representar um dos troféus mais emblemáticos da história do clube, referente ao título da Série B de 2002, pelo Campeonato Brasileiro. 

 

Torcedora símbolo homenageada

Quem está a mais de 40 anos comparecendo a todos os jogos do Criciúma, sem exceção? Quem tem o mesmo lugar na arquibancada em todos esses anos e que sempre carrega um tigre de pelúcia? Quem vez ou outra aparece na mídia, como torcedora símbolo, e tem um enorme respeito por parte de todos os torcedores, imprensa, diretoria e a todos em volta do Criciúma? Pensou em alguém? Dona Ivone, uma das torcedoras símbolo do Criciúma Esporte Clube, também recebeu sua homenagem, junto a um presentão.

Sócia em dia desde quando acompanhava o Tigre junto a seu falecido marido, recebeu das mãos do diretor de Marketing e comercial do clube, Vitor Marcelo, a carteirinha de sócia vitalícia, com um detalhe: de graça.

A partir de agora, dona Ivone não precisa pagar mais nada para ir aos jogos do Tigre, e que venham muitos e muitos jogos para que possa usufruir deste imenso presente que o clube está dando, em sua homenagem.

O passado que projeta o futuro
Troféus de estaduais, da Copa do Brasil de 1991, Série B de 2002 e Série C de 2006 são algumas das relíquias que abrem espaço a novas que estão por vir. Junto às conquistas materializadas em troféus, está presente um telão, com vídeos da história do Criciúma Esporte Clube, tudo à disposição para a visitação do torcedor Carvoeiro.

E, quem sabe, no futuro, seja preciso uma outra reforma, pois muitos troféus terão de vir, e é preciso mais espaço, a começar por agora, afinal, já pensou o Criciúma, além de conseguir o acesso à Série B, beliscar um título nacional na Terceira Divisão?  Cabe mais, pois um quarto título nacional seria um bom começo para uma nova era de títulos para o Criciúma Esporte Clube. 

@Didefontana é jornalista e colabora para o Tabelando e Engeplus