InternetData CenterAssinante

Luz amarela e momento delicado do Tigre

Por Emerson Crippa Em 22/09/2020 às 12:00

Fala, Crippa!

Torcedor tricolor, a luz amarela ascendeu, de novo, mas agora para o último degrau do futebol profissional. Isso mesmo que vocês estão lendo, o nosso querido Criciúma está em riscos também, não só de estar fora da disputa pelo acesso, ao seu devido lugar que é na Série B, como, também, poderá estar brigando para não rebaixar se mudanças urgentes não aparecerem no Majestoso, seja administrativa, como técnica.

Administrativamente falando é necessário que o nosso Conselho Deliberativo acelere a costura para fazer acontecer a nova gestão do clube desde já, mesmo sabendo que tudo está na mão do Jaime Dal Farra (GA), entende-se que o próprio não quer o mau do clube. Com relação a parte técnica, mesmo considerando que o time montado esse ano para a Série C, não é competitivo e qualificado, entendemos que há condições para brigar forte pelo acesso, desde que as contratações qualificadas apareçam e que a mudança no comando técnico do Criciúma aconteça imediatamente.

Os números do Roberto Cavalo são novamente para escapar do descenso, senão vejamos: no próximo domingo, o nosso comandante completa 1 ano a frente do clube (sendo sua terceira passagem como treinador) e seu desempenho é fraquíssimo, com 34 jogos (Brasileiro da série B/2019, Copa do Brasil, Campeonato Catarinense/2020 e Brasileiro da Série C) com 10 vitórias, 15 empates e 9 derrotas. Além da situação administrativa que está pendente, a qualificação do time e mudança no comando técnico é a principal exigência do torcedor no momento, por isso não podemos novamente dar as costas para nosso sofrido torcedor.

Hoje à noite o Debate Tabelando estará mais uma vez contribuindo com o Criciúma, escutando o ex-diretor e Conselheiro do Criciúma Robson Izidro, que estará esmiuçando sobre um dos projetos que foi apresentado a mesa diretora e, possivelmente, estará em votação na próxima assembleia dos conselheiros na próxima semana, e que também contará com gente de nossa região a frente, porém com investidores de fora.