InternetData CenterAssinante

Suspeito de estelionato é alvo de investigação em Laguna; empresa teve prejuízo de R$ 140 mil

Desde 2019 o suspeito vinha realizando compras fraudulentas em um site de compras online
Suspeito de estelionato é alvo de investigação em Laguna; empresa teve prejuízo de R$ 140 mil
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Por Thiago Hockmüller Em 20/01/2021 às 15:13

A Polícia Civil de Laguna investiga a ação de um suspeito de estelionato, que teria causado um prejuízo estimado em R$ 140 mil a uma empresa responsável por um site de vendas. Nesta quarta-feira, dia 20, policiais cumpriram dois mandados de busca e apreensão e apreenderam eletrodomésticos e objetos oriundos do crime cometido.

De acordo com a investigação, desde 2019 o suspeito vinha realizando compras fraudulentas em um site de compras online. As compras variavam de aparelhos celulares e eletrodomésticos, porém a conduta era sempre a mesma: o suspeito realizava compras no valor um pouco acima do cupom de desconto e pagava apenas uma diferença irrisória pelos produtos, realizando essa operação, com o mesmo cupom, por diversas vezes.

“Diante da fraude constatada, o delegado de polícia representou pela concessão de mandado de busca e apreensão nas residências onde os objetos foram entregues. Os mandados foram deferidos pela Vara Criminal de Laguna, após manifestação favorável do Ministério Público local”, informa a Polícia Civil.

Em ambos os locais onde os mandados foram cumpridos, os policiais encontraram diversos objetos oriundos do crime cometido, os quais foram devidamente recolhidos e apreendidos.

“Em uma das casas, ainda foram encontradas, no interior de um dos veículos estacionados no pátio, cerca de 238 unidades do medicamento veterinário Dopalen injetável, os quais foram apreendidos para apuração da origem”, complementa a Polícia Civil.

A ação foi coordenada pelo delegado de polícia William Testoni Batisti e contou com a participação de policiais civis da Divisão de Investigação Criminal de Laguna (DIC) e Delegacia de Polícia de Laguna e a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami).