InternetData CenterAssinante

Delegacia Regional vive expectativa de reforço no efetivo; governador nomeou 199 novos policiais

Demanda já foi discutida na Delegacia Geral e está sob análise
Delegacia Regional vive expectativa de reforço no efetivo; governador nomeou 199 novos policiais
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 22/01/2021 às 12:23

A Delegacia Regional de Polícia Civil de Criciúma, coordenada pelo delegado Vitor Bianco Junior, vive a expectativa de receber novos policiais para a composição do efetivo. Recentemente, o delegado levou a demanda para a Delegacia Geral e aguarda análise para saber se contará em breve com novos profissionais. 

Nessa quinta-feira, dia 21, o governador Carlos Moisés assinou a nomeação de mais 199 policiais civis. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado e prevê a formação de 112 escrivães e 87 agentes, todos aprovados no concurso público realizado em 2017. 

Em entrevista ao Portal Engeplus, Bianco explicou que não há como definir o quantitativo exato de agentes necessários para compor o efetivo na região. "Perspectiva tem (de receber novos policiais), não sabemos quantos. Vai ser feita análise pela Delegacia Geral. É muito difícil falar isso (quantidade) porque depende de uma análise do quantitativo que temos aqui na nossa região. Já conversamos e passamos as nossas necessidades. Fica difícil dar números”, refletiu.

De acordo com o Governo do Estado, as nomeações são para completar as abstenções da chamada realizada em dezembro de 2020 e também de incremento no efetivo da Polícia Civil catarinense, conforme anunciado pelo governador no ano passado.

Os nomeados deverão entregar os documentos para serem submetidos à perícia médica até o dia 2 de fevereiro e a documentação até o dia 10 de fevereiro, a fim de que a posse seja no dia 19 de fevereiro, quando está previsto o começo do curso de Formação Inicial desta turma.

“Com o número de policiais que temos, conseguimos fazer milagre. Temos feito milagres porque o efetivo está bem abaixo da nossa necessidade e faz com que tenhamos, de forma sobrecarregada, que fazer as atividades, muitas vezes em dupla jornada e plantão”, alerta Bianco.

Além destes 199 nomeados, o Governo do Estado também informou que uma turma com 90 alunos já iniciou o Curso de Formação Inicial na Academia da Polícia Civil (Acadepol). São 60 agentes de polícia e 30 escrivães. O curso terá duração de oito meses e conta com uma matriz curricular considerada das mais completas do Brasil.

Leia mais sobre: