InternetData CenterAssinante

PRF esclarece acidente que matou empresário Roberto Angeloni

Excesso de velocidade e ondulações na pista teriam sido as causas do acidente
PRF esclarece acidente que matou empresário Roberto Angeloni
Foto: Divulgação/PRF
Por Lucas Renan Domingos Em 28/06/2020 às 19:31 - Atualizado há 4 meses

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou as investigações das causas do acidente que vitimou o empresário Roberto Angeloni, de 50 anos. A perícia da PRF, que ainda estão em andamento, apurou que Angeloni transitava em velocidade acima da permitida e perdeu o controle do veículo. A colisão aconteceu no sentido Norte da BR-101, no KM 184, em Biguaçu, na tarde deste domingo, dia 28.

“A Mercedes vinha em uma velocidade acima do permitido. É que a perícia da PRF já concluiu, mas ainda está em andamento. O motorista passou por algumas ondulações que existem na região, perdeu o controle do veículo, que derrapou e quase bateu na mureta do lado esquerdo. Ele puxou para o lado direito, colidiu um uma caminhonete Ranger, que vinha na faixa da direita, saiu da rodovia, entrou no pátio de um posto e bateu de frente com um poste”, detalhou o inspetor e chefe do Núcleo de Comunicação da PRF de Santa Catarina, Luiz Graziano.

Nas redes sociais, circularam boatos de que o empresário estaria participando de um racha, mas a informação não foi confirmada pela PRF. “Não há nada que comprova que ele estava fazendo racha”, disse o inspetor. No veículo Ranger estava um casal. A caroneira teve apenas ferimentos leves e foi encaminhada ao hospital. Ela recebeu atendimento e foi liberada.

Leia mais:

Empresário Roberto Angeloni morre em acidente na BR-101 em Biguaçu

Rede Angeloni emite nota de pesar pela morte do empresário Roberto Angeloni