InternetData CenterAssinante

Policial baleado em Criciúma morre no Hospital São José

João Batista Figueira Ribeiro de 41 anos morreu na madrugada desta quarta-feira
Policial baleado em Criciúma morre no Hospital São José
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 01/04/2020 às 06:55

O cabo da Polícia Militar (PM) João Batista Figueira Ribeiro, de 41 anos, que foi baleado enquanto trabalhava no bairro Renascer, em Criciúma, morreu na madrugada desta quarta-feira, dia 1º de abril, no Hospital São José, por volta das 2h55.

O militar realizava uma prisão de um homem com um mandado de prisão ativo quando recebeu um disparo de revólver calibre 38 na cabeça. Ele chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado à unidade hospitalar, mas não resistiu e acabou morrendo horas depois. Um segundo policial também foi baleado, mas segue estável e consciente. 

“Meus sentimentos. Não tenho palavras para descrever a tristeza imensa com a perda do nosso guerreiro. Neste momento de dor, nos resta a serenidade diante do que não pode ser mudado, a saudade de um companheiro querido, a admiração por um herói tombado em combate, o suporte à família que sofre e a busca pela justiça”, declarou o comandante geral da PMSC, coronel Carlos Alberto Araújo.

Buscas ainda não foram encerradas 

A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) montou uma força-tarefa em Criciúma para localizar o homem que atirou contra os dois policiais na tarde dessa terça-feira, dia 31. 

O comandante geral da PMSC autorizou a vinda de tropas para a cidade. Estão no Sul do Estado equipes especializadas como o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Batalhão de Aviação da PMSC, Canil (K9), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar Rodoviária (PMRv), tropa de Choque, profissionais de Inteligência das Forças de Segurança Pública. Todos estão atuando em conjunto e iniciaram na noite dessa terça-feira a operação, mas até o momento nenhum suspeito foi encontrado.