InternetData CenterAssinante

Operação Alegria 2020 fecha sem mortes nas rodovias estaduais de Santa Catarina

PMRv comemora segundo ano consecutivo sem acidentes fatais
Operação Alegria 2020 fecha sem mortes nas rodovias estaduais de Santa Catarina
Foto: Divulgação/PMRv
Por Lucas Renan Domingos Em 26/02/2020 às 14:22

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Santa Catarina divulgou nesta quarta-feira, dia 26, os resultados da Operação Alegria 2020. E os dados apresentados foram positivos. Conforme a PMRv, o recesso de Carnaval no Estado terminou sem mortes nas rodovias estaduais, repetindo o feito de 2019, quando também não houve acidentes fatais.

As fiscalizações intensificadas iniciaram ainda na última sexta-feira, dia 21, às 18 horas e se estendeu até às 8 horas desta quarta-feira, dia 26. Neste período foram registrados 91 acidentes, envolvendo 162 veículos, que resultaram em 74 pessoas feridas e nenhuma morte. 

"Repetimos a marca histórica do ano de 2019 em que não tivemos nenhuma morte nas rodovias catarinenses. Em 2020 o foco foi garantir a segurança e a vida das pessoas que trafegaram por nossas rodovias. Mesmo com a chuva, que piora as condições de dirigibilidade e aumenta o risco de acidentes graves, nosso patrulheiros rodoviários estiveram presentes e protegendo sob a chuva que caiu em muitos momentos", afirmou a PMRv em nota. 

Ainda durante a Operação Alegria, os policiais militares rodoviários aboradaram 11.470 veículos em 432 barreiras de trânsito realizadas. Foram 305 autuações pelo não uso do cinto de segurança, 152 por ultrapassagens irregulares e 109 pelo mau estado de conservação dos veículos, o que coloca em risco os outros usuários das rodovias. 

Salta o número de motoristas embriagados

Por outro lado, a PMRv registrou um salto no número de flagrantes de motoristas embriagados em relação ao ano de 2019. Somente no recesso de Carnaval de 2020 foram 550 pessoas dirigindo sob o efeito de álcool nas rodovias catarinenses, um aumento de 245% em relação à 2019, quando a PMRv registrou 159 casos. É a primeira vez que esse número é registrado pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv) em toda sua história.