InternetData CenterAssinante

Em operação na Barra do Rio Araranguá, Polícia Ambiental realiza flagrante de pesca irregular

Dois barcos e diversos materiais de pesca foram apreendidos
Em operação na Barra do Rio Araranguá, Polícia Ambiental realiza flagrante de pesca irregular
Foto: Divulgação
Por Thiago Hockmüller Em 18/05/2020 às 08:58

A Polícia Militar Ambiental de Maracajá realizou neste final de semana uma operação para coibir a pesca ilegal na barra do Rio Araranguá. Com o apoio do Serviço Aeropolicial (Saer), foram flagradas duas embarcações irregulares conforme informações apuradas pela Rádio Araranguá.

A primeira estava ocupada por um homem que não é pescador profissional. Ele utilizava um barco de madeira, construído de forma artesanal, e com uso dequatro tarrafas realizava a pesca em local proibido. Foi lavrado um Auto de Infração Ambiental “por exercer a pesca sem permissão do órgão ambiental competente” e outro por “pescar em local proibido", conforme a Portaria Ibama n. 44 de 20 de março de 2001. Todos os materiais de pesca foram apreendidos, incluindo a embarcação e o motor utilizado.

A outra embarcação estava ocupada por três homens, que também não são pescadores profissionais. O barco de alumínio, motorizado, estava em local proibido. A Polícia Ambiental  flagrou ainda o uso de dez tarrafas. Todos os materiais foram apreendidos, incluindo a embarcação. 

“A Polícia Ambiental lembra que os recursos pesqueiros são de vital importância para o equilíbrio ambiental e para as atividades econômicas ligadas à pesca. Assim, a pesca embarcada com tarrafas é permitida, desde que praticada por pescador profissional devidamente cadastrado e em local permitido”, afirma o órgão.