InternetData CenterAssinante

Durante voo de rotina, policias civis do Saer constatam despejo irregular de dejetos no Rio Sangão

Framcri e IGP coletaram amostras do local na tarde desta quinta-feira, dia 3 de setembro
Durante voo de rotina, policias civis do Saer constatam despejo irregular de dejetos no Rio Sangão
Foto: Jessica Rosso
Por Jessica Rosso Em 03/09/2020 às 17:29

Na manhã desta quinta-feira, dia 3 de setembro, policiais civis do Saer realizavam um voo de rotina, quando constataram o despejo irregular de dejetos no Rio Sangão, em Criciúma, e que o mesmo estaria sendo feito por uma empresa. A Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri) e o Instituto Geral de Perícia (IGP) foram acionados e estiveram no local, identificando o crime ambiental, que segundo a Polícia Civil se caracteriza como sendo de grandes proporções. O trecho onde o fato foi verificado fica localizado próximo da margem da rodovia SC-445, que liga Criciúma e Siderópolis.

A Famcri e o IGP coletaram amostras nesta tarde e com os resultados laboratoriais será feito um relatório ambiental e um laudo pericial. O responsável da empresa será intimado para se defender das imputações criminais e administrativas, além da aplicação de possíveis multas e reparação do rio degradado, informou a Polícia Civil de Criciúma, que fará as investigações.

Os policiais do Saer informaram que nos últimos meses houve um aumento no número de crimes ambientais constatados durante os voos em toda a região Sul do Estado de Santa Catarina. Os policiais afirmaram ainda que apesar da aeronave ser utilizada, em operações policiais, e principalmente quando há crimes violentos ou com graves ameaças, não irão se furtar de fotografar ou filmar esses possíveis crimes ambientais e encaminhar para as autoridades competentes para as devidas responsabilizações. Confira o vídeo que mostra o momento em que os policiais civis identificam o fato: