InternetData CenterAssinante

Com apoio do Saer, Famcri e IGP identificam crimes ambientais em Criciúma

Durante voo de rotina, policiais civis avistaram áreas desmatadas
Com apoio do Saer, Famcri e IGP identificam crimes ambientais em Criciúma
Foto: Divulgação Saer
Por Amanda Garcia Ludwig Em 01/08/2020 às 14:50

A Fundação Ambiental de Criciúma (Famcri) e o Instituto Geral de Perícias (IGP) identificaram, nessa sexta-feira, dia 31, novos crimes ambientais em Criciúma. A operação teve apoio do Servido Aeropolicial (Saer), que durante um voo de rotina observou as áreas desmatadas de forma irregular no bairro São Luiz.

De acordo com o Saer, foram constatadas três áreas que vinham sendo desmatadas irregularmente em uma Área de Preservação Permanente (APP). Os investigados estavam fazendo uma barragem irregular, com restos de obras, represando um curso d'água e prejudicando a questão hídrica do local.

A Famcri e o IGP foram acionados e confirmaram os crimes, com diversos agravantes. O proprietário do local será intimado para se defender de acusações criminais e administrativas. Ele também deve receber multas e precisará reparar a área degradada e desmatada. As investigações estão a cargo da 1ª Delegacia de Polícia Civil. 

Leia mais sobre: