InternetData CenterAssinante

Agente de segurança do Case de Criciúma é morta a tiros em Porto Alegre

Vítima estava grávida e bebê morreu; homem também foi assassinado na ocorrência
Agente de segurança do Case de Criciúma é morta a tiros em Porto Alegre
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Amanda Garcia Ludwig Em 23/11/2020 às 17:08

A agente de segurança socioeducativo do Case de Criciúma Itiara Hepp da Rosa Araujo, de 36 anos, foi morta a tiros na noite desse domingo, dia 22, em Porto Alegre (RS). Conforme informações do GauchaZH, ela estava com um homem dentro de um carro no bairro Farrapos, na Zona Norte da capital, quando dois ciclistas passaram e atiraram contra o veículo, um Peugeot 206 com placas de Santa Catarina. 

Itiara estava grávida e morreu na hora. O bebê também não sobreviveu ao crime, assim como o homem que estava no carro, identificado como Guilherme Gomes Raya, de 27 anos. Os criminosos ainda não foram identificados, e a investigação será conduzida pela 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da capital gaúcha.

O Departamento de Administração Socioeducativa (Dease) confirmou ao Portal Engeplus que a agente atuava em Criciúma. Eles estão em busca de mais informações sobre o caso, e devem se pronunciar sobre o assunto após conversar com a família de Itiara.