InternetData CenterAssinante

Réus presos após morte em posto de gasolina são condenados à pena de 45 anos

Juiz considerou incabível a progressão dos condenados para o regime mais brando
Réus presos após morte em posto de gasolina são condenados à pena de 45 anos
Foto: Divulgação
Por Redação Em 17/12/2019 às 18:42

O crime aconteceu em outubro de 2018 e causou grande comoção social em Sombrio. Os réus foram condenados, ainda, por corrupção de menores, tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo.

A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Sombrio moveu ação penal contra dois homens, presos em flagrante após um assalto que terminou na morte de um dos funcionários de um posto de gasolina no dia 25 de outubro de 2018. Após o fim do inquérito, os réus foram indiciados por associação para o tráfico de drogas, corrupção de menor, roubo, latrocínio e posse irregular de arma de fogo.

Na data do crime, um dos investigados e um menor de idade assaltaram um posto de combustível localizado no quilômetro 435 na BR-101 fazendo uso de uma arma de fogo fornecida pelo outro investigado. A ação teve como desfecho a morte do funcionário Marcelo Teixeira de Melo. Apesar de fugirem do local, a investigação da Polícia Civil constatou a autoria dos crimes e, após buscas no apartamento do segundo envolvido (que forneceu a arma), identificou um depósito para venda de drogas, com balança de precisão, instrumentos para o preparo do produto e dinheiro.

O juiz considerou incabível a progressão dos condenados para o regime mais brando, tendo em vista que o crime de latrocínio é hediondo. Como os réus são reincidentes, irão cumprir, em regime inicial fechado, pena de 45 anos, 10 meses e 10 dias. A decisão transitada em julgado é do dia 10 de dezembro de 2019.

Colaboração: MPSC