InternetData CenterAssinante

Primeiro júri do ano na região Sul do Estado será realizado na comarca de Criciúma

Comarcas de Araranguá, Laguna e Tubarão também já pautaram sessões do Tribunal do Júri
Primeiro júri do ano na região Sul do Estado será realizado na comarca de Criciúma
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 24/01/2019 às 18:55

Acontece na próxima quarta-feira, dia 30, a primeira sessão do Tribunal do Júri no sul do Estado, na comarca de Criciúma. O júri irá apreciar a denúncia do Ministério Público contra dois homens e uma mulher acusados de homicídio duplamente qualificado. Segundo os autos, o crime aconteceu em março de 2017 quando, a mando da acusada, um dos réus atirou contra um homem de 26 anos por conta de uma cobrança envolvendo uma arma de fogo. As qualificadoras do crime são motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima, ela foi atingida pelas costas ao tentar fugir. No dia seguinte da sessão em Criciúma, dia 31 de janeiro, quinta-feira, é a comarca de Laguna que promove seu primeiro júri de 2019.

A partir do mês de fevereiro a pauta de julgamentos se intensifica, com cinco outros júris já marcados em comarcas da região. No dia 05/02, terça-feira, acontece a primeira sessão do júri da comarca de Tubarão neste ano. Neste júri, segundo os autos, o crime aconteceu em março de 2015, quando o réu disparou um tiro contra a vítima, um jovem de 19 anos, em uma festa na cidade-sede da comarca. O homicídio teria sido motivado pela crença de que a vítima era integrante de facção criminosa rival a do réu.

Também estão pautadas sessões do Tribunal do Júri na comarca de Criciúma nos dias 7 e 20 de fevereiro e na comarca de Tubarão no dia 12/02.  Já no último dia do mês de fevereiro, dia 28, acontece o primeiro júri da comarca de Araranguá. A sessão no extremo sul irá julgar dois irmãos que são réus pelo homicídio de homem de 41 anos, morto a facadas, em janeiro de 2017, na cidade de Balneário Arroio do Silva. Na época, o crime chocou a comunidade pelo corpo da vítima ter sido encontrado por populares na orla e pela quantidade de perfurações que apresentava, cerca de 20 facadas no tórax, pescoço e cabeça​

Leia mais sobre: