InternetData CenterAssinante

Presídio de Araranguá beneficiado com verbas de penas pecuniárias do sul do Estado

Sala de aula e biblioteca foram inauguradas na última sexta-feira
Presídio de Araranguá beneficiado com verbas de penas pecuniárias do sul do Estado
Foto: Divulgação
Por Redação Em 22/07/2019 às 14:35

O Presídio Regional de Araranguá promoveu a inauguração da sala de aula e da biblioteca daquela unidade, instalações viabilizadas com recursos provenientes das penas pecuniárias oriundas das comarcas de Araranguá, Meleiro e Turvo. As verbas serviram também para a aquisição de uma viatura.  A inauguração ocorreu na última sexta-feira, dia 19.

Segundo a juíza Thania Mara Luz, titular da 2ª Vara Criminal da comarca de Araranguá, tais verbas são decorrentes das audiências de transação e suspensão condicional do processo, realizadas no âmbito do Juizado Especial Criminal da comarca de Araranguá, com a necessidade de prestação de contas após o término dos projetos. Ela destacou que, para a aquisição da viatura, o projeto contou também com a destinação de recursos pelas comarcas de Meleiro, Turvo e pela 1ª Vara Criminal da comarca de Araranguá.

O gerente do presídio, João Batista Boteon, agradeceu o empenho de todos os envolvidos nas obras de melhoria do estabelecimento e adiantou que já existe o esboço de um projeto para construção de uma nova penitenciária para atender a região do extremo sul do Estado. Ao final, ele fez questão de entregar uma placa de menção de agradecimento aos magistrados Thania Mara Luz e Marciano Donato, juiz da comarca de Meleiro.

Também participaram da cerimônia o chefe do cartório da 2ª Vara Criminal, Gabriel Pizzetti Avila; o presidente do Conselho da Comunidade da comarca de Araranguá, Márcio Luis Honório; o comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Maike Adriano Valgas; o delegado de polícia Jair Pereira Duarte; a diretora da Penitenciária Feminina de Criciúma, Bárbara Santos de Souza; a diretora da Penitenciária Sul de Criciúma, Maira Aguiar Montegutti; o oficial de justiça Lucas da Silva Pereira e a contadora judicial da comarca de Araranguá, Ana Paula Comim Valgas.

Colaboração: Jornalista Fernanda de Maman​