InternetData CenterAssinante

Polícia prende cinco homens pela morte de detento

Leandro Souza da Silva, de 38 anos, foi morto em dezembro do ano passado
Por Jessica Rosso Em 22/07/2019 às 17:35

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (Dic) de Criciúma cumpriu mandados de prisões preventivas de cinco detentos envolvidos em um homicídio. Trata-se da morte do detento Leandro Souza da Silva, de 38 anos de idade, que ocorreu no dia 27 de dezembro do ano passado na cela 23 da galeria E, do Presídio Regional de Criciúma.

Segundo a polícia, o detento foi encontrado dependurado por uma corda no pescoço em uma grade da cela, onde se encontravam outros 12 reclusos. De acordo como delegado André Milanese  inicialmente o caso foi tratado como suicídio, pois era o que indicava a posição na qual a vítima foi encontrada, mas no decorrer da investigação foi apurado que a vítima havia sido asfixiada por esganadura. Na sequência, Silva foi dependurado na grade.

Através das investigações a Polícia Civil, com apoio do IGP e  a DEAP, descobriu que o detento foi morto com um golpe de mata leão pelo fato de ser acusado de delator, sendo imobilizado e atacado pelos cinco reclusos, de 23, 27, 28 e dois de 29 anos de idade. A vítima, de acordo com o delegado, foi colocada na grande para simular um falso suicídio. 

Os cinco reclusos foram indiciados pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe, com emprego de asfixia e mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido, e pelo crime de fraude processual, por terem inovado artificiosamente na cena do crime, tendo a Polícia Civil representado pela decretação de suas prisões preventivas, que acabaram sendo deferidas e cumpridas, já que todos ainda se encontravam presos em decorrência de crimes pretéritos (roubos, homicídio e tráfico de drogas).

Leia mais sobre: