InternetData CenterAssinante

Polícia Civil apura mais de R$ 3 milhões desviados na Celesc

Quatro ex-funcionários teriam recebido dinheiro público no esquema, diz Polícia Civil
Polícia Civil apura mais de R$ 3 milhões desviados na Celesc
Foto: Divulgação
Por Thiago Hockmüller Em 05/12/2019 às 15:01

A Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) desencadeou nesta quinta-feira, dia 5, a Operação Zero Grau, como parte do inquérito que apura desde 2013 desvios de dinheiro público em fraudes na Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc).  

Segundo a Polícia Civil, na operação de hoje, deflagrada em Santa Catarina e no Paraná, foi possível comprovar ao menos R$ 3 milhões desviados dos cofres públicos no ano de 2010, valor que teria sido recebido por quatro ex-funcionários da empresa. 

A Polícia Civil estima que o valor desviado em fraudes pode chegar a R$ 10 milhões. O esquema foi explicado pelo delegado da Delegacia de Combate à Corrupção da Deic, Marcus Fraile. “O inquérito apura desde 2013 serviços gerados por eventos climáticos pelo Estado, mas em 90% deles conseguimos comprovar que eles não foram realizados e os pagamentos eram feitos por notas fiscais frias no conluio entre os funcionários e empresários investigados”, afirma. 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as suspeitas são que as fraudes eram feitas por meio de ordens de serviço para avarias causadas por eventos climáticos, mas cujos serviços não foram prestados e o dinheiro acabou desviado.  

Mesmo com dificuldades de efetivo estamos conseguindo manter o foco. Em casos de corrupção há valores altos envolvidos em dinheiro, patrimônio público, sensação de impunidade. Então é o recado que estamos dando de que uma hora a polícia vai chegar ressaltou o diretor. Esta ação faz parte dos objetivos traçados no planejamento estratégico da Polícia Civil.

Delegado Luis Felipe Fuentes, diretor da Deic 
_______________

Carros de luxo e caminhões apreendidos 

Nesta quinta foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão e sequestro de 49 veículos determinados pela Justiça.

A operação atingiu os municípios de Florianópolis, São José, Itajaí, Blumenau, Orleans, Pescaria Brava e Curitiba (PR). Foram apreendidos carros de luxo e caminhões.  

Em dinheiro, a Deic apreendeu valores em euros, dólares e reais que alcançam mais de R$ 100 mil. Os documentos apreendidos serão analisados e farão parte do inquérito. São apurados os crimes de peculato, associação criminosa e fraude à licitação. 

Com informações da Polícia Civil