InternetData CenterAssinante

Bombeiros Militares realizam treinamento de combate ao incêndio estrutural em Laguna

Combatentes passaram por atualização sobre o comportamento do fogo em incêndios confinados
Bombeiros Militares realizam treinamento de combate ao incêndio estrutural em Laguna
Foto: Divulgação
Por Redação Em 12/03/2019 às 17:15

Os bombeiros do 8º Batalhão de Bombeiro Militar (BBM) participaram de treinamento de combate ao incêndio estrutural na manhã da última sexta-feira, dia 8. Os combatentes passaram por uma atualização sobre o comportamento do fogo em incêndios confinados, com foco em incêndios que são limitados pela ventilação.

O treinamento iniciou com uma parte teórica que contou com uma recapitulação de como o fogo se comporta em um ambiente confinado desde a fase de ignição, fase de crescimento, desenvolvimento completo até a extinção. Também foi revista a influência na mudança da coloração da fumaça, o comportamento da fumaça e os indicativos da fumaça com base no estágio do incêndio. Isso com foco nos fenômenos extremos como flashover e backdraft.

Já na parte prática os bombeiros militares vivenciaram a entrada no contêiner onde foi montado um cenário com carga de fogo calculada, onde não são misturadas classes de combustíveis, utilizam-se apenas combustíveis sólidos classe A, não sendo utilizado nenhum outro combustível diferente desse, por questão de segurança. 

O Cb BM SILVA, participante do treinamento, enaltece o treinamento no simulador dos fenômenos do incêndio, os estudos relacionados a incêndio não param e precisamos estar atualizados para atender com eficiência as ocorrências que envolvem incêndio. “Tenho aproximadamente 15 anos de serviço e nunca tinha vivenciado esses fenômenos na prática e sim apenas compreendido conceitos muitas vezes ultrapassados. Sem contar com toda estrutura e segurança que com a construção do Centro de Treinamento nos propiciou a realizar um treinamento mais real possível”, relata o Cb BM SILVA. 

A instrução contou com 3 instrutores habilitados, de forma que dois entram no contêiner e um fica pelo lado de fora para garantir a segurança. Então faz-se o fogo dentro do contêiner, aguarda-se o incêndio se desenvolver e se faz análise e o comparativo do que foi recapitulado e estudado sobre o comportamento do fogo. Assim os bombeiros conseguem verificar o comportamento do fogo o mais próximo da realidade e em um ambiente controlado e com menos riscos.

Fonte: Corpo de Bombeiros Militar