InternetData CenterAssinante

Projeto "Janelas Quebradas" mapeia imóveis em estado de abandono

Polícia Militar segue identificando casos de propriedades invadidas por moradores de rua
Projeto "Janelas Quebradas" mapeia imóveis em estado de abandono
Foto: Thiaqo Hockmüller
Por Thiago Hockmüller Em 12/03/2018 às 14:00

Depois da operação no bairro Santa Bárbara, que retirou moradores de rua de uma obra abandonada da Criciúma Construções, a Polícia Militar (PM) segue identificando outros locais que passam pelo mesmo problema. O projeto da PM é designado “Janelas Quebradas”, e deve levar à Prefeitura e ao Ministério Público (MP) ofícios para identificar os proprietários e pedir pela limpeza e cercamento das propriedades. Tais locais ainda não foram divulgados pela PM.

De acordo com o comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Evandro Fraga, a medida serve para prevenir que outras invasões aconteçam. Além do mais, deve contribuir para que o caso seja solucionado em locais já invadidos. “É um projeto que temos, designado Janelas Quebradas, e costumeiramente abordamos pessoas que estão no Centro, nos bairros, nos semáforos e praças públicas, que utilizam estes espaços para ficar na noite. Alguns tem passagens policiais, normalmente por ameaça, desacato, uso de drogas, tráfico de drogas, furto e roubo”, afirmou o comandante durante a operação no bairro Santa Bárbara.

Após a reportagem do Portal Engeplus, moradores de outros bairros se manifestaram via rede social alegando conviver com os mesmos problemas em suas vizinhanças. “Temos condomínios em outros bairros, inclusive no Centro, e temos várias casas abandonadas. Nessas casas abandonadas, viaturas dos setores já cadastraram e fizeram fotos, e já fizemos encaminhamentos para a Prefeitura Municipal e para o Ministério Público”, explicou o comandante.

Anúncio