InternetData CenterAssinante

Mãe é suspeita de assassinar bebê de 30 dias

O caso ocorreu no fim do ano passado, mas só veio à tona agora. A genitora confessou o crime, mas apresentou três versões durante o depoimento
Por Cyntia Amorim Em 10/01/2015 às 15:04

Um bebê, de apenas 30 dias, que morreu no fim do ano passado, pode ter sido assassinado pela própria mãe. O caso ocorreu no dia 31 dezembro, mas só agora veio à tona. Na época, funcionários do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão, que atenderam o menino, comunicaram o caso à Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcapmi) do município.

Após o crime, a genitora confessou o homicídio. Mas, em estado de choque, ela apresentou contradições durante o depoimento. A mulher deu três versões para o caso, entre elas de que teria enforcado o filho recém-nascido. Mas o fato não foi confirmado no exame preliminar, realizado pelos peritos do Instituto Médico Legal (IML).

O delegado Fernando Lúcio Mendes, que atualmente responde pela Dpcapmi, vai esperar pelo resultado do exame cadavérico para depois tomar as medidas cabíveis. “Diante das várias versões apresentadas pela mãe e por ela estar, aparentemente, em surto psicótico, não foi possível constatar com exatidão a autoria do crime”, informou o delegado.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso. Até que o laudo oficial com a causa da morte seja liberado pelo Instituto Geral de Perícias (IGP), a mãe permanecerá em liberdade. “Vamos esperar pelo laudo, porque somente com ele teremos fundamentação para prosseguir com as investigações”, relatou o delegado Fernando.

Informações portal Notisul

Leia mais sobre: