InternetData CenterAssinante

Corpo encontrado nessa quinta-feira estaria há cerca de sete dias em córrego

Gilson Luiz Bonfante, de 44 anos, foi encontrado em avançado estado de putrefação, na área industrial do distrito de Rio Maina
Corpo encontrado nessa quinta-feira estaria há cerca de sete dias em córrego
Foto: Foto: Ana Paula Cardoso
Por Douglas Saviato Em 12/04/2013 às 10:07
O Instituto Médico Legal (IML) de Criciúma concluiu a necropsia do corpo de Gilson Luiz Bonfante, que foi encontrado na manhã dessa quinta-feira em avançado estado de putrefação, na área industrial do distrito de Rio Maina. Conforme o IML, não foi constatado nenhuma marca de violência no corpo do homem, que foi liberado pelo instituto na manhã desta sexta-feira.

Ainda conforme o IML, por causa do avançado estado de decomposição, o corpo da vítima deveria estar no local há pelo menos uma semana. Gilson foi localizado em um córrego nos fundos de uma empresa. O homem, de 44 anos, vestia uma calça jeans, uma bota e uma camiseta. Ele foi encontrado com uma mochila que continha documentos, exames e bastante remédios.

A suspeita que o homem tenha morrido pelo alto consumo de remédios. Gilson estava inchado e com a cor da pele alterada devido ao estado de decomposição que se encontrava. Ele foi identificado pelos familiares ainda na tarde dessa quinta-feira no IML.