InternetData CenterAssinante

Aspiração de fumaça e agressão por faca são causas da morte de adolescente, aponta laudo do IGP

Laudo pericial já foi encaminhado à Dpcami e consta no inquérito policial
Aspiração de fumaça e agressão por faca são causas da morte de adolescente, aponta laudo do IGP
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 18/08/2021 às 15:03

A causa da morte de Alexia Zuchinalli, de 13 anos, foi provocada de forma simultânea pelos ferimentos oriundos das facadas e também por aspiração de fumaça. Isto é o que aponta o laudo pericial emitido pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) e encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami). 

O crime aconteceu na noite da última sexta-feira, dia 13, no bairro Imperatriz, em Criciúma. Segundo a investigação, o pai de Alexia esfaqueou o filho de sete anos e depois a adolescente, antes de atear fogo na residência - onde estavam outras quatro crianças - e fugir. Ele foi capturado na manhã de sábado, quando retornou ao local e acabou detido por policiais militares. Todas as vítimas são filhos do acusado. 

Logo após a prisão, o criminoso de 39 anos foi ouvido na Central de Plantão Policial (CPP) e depois encaminhado ao Presídio Santa Augusta. Durante o depoimento, o homem não confessou os crimes de forma direta, mas relatou que estava na casa e que não recorda o que aconteceu. A princípio, ele será indicado pelo feminicídio contra a adolescente, três tentativas de homicídio qualificado, duas tentativas de feminicídio e pelo incêndio criminoso, mas caberá ao Ministério Público analisar o caso e determinar as acusações.

Ainda no fim de semana, o juízo da 1ª Vara Criminal de Criciúma determinou que o pai das crianças e acusado de esfaquear e matar Alexia seja mantido em prisão preventiva. Desta forma, ele permanecerá detido no Santa Augusta enquanto responde ao processo criminal. As audiências de custódia estão suspensas por conta da pandemia, mas após a prisão ele foi apresentado ao juízo (de forma remota) no prazo de 24 horas e após manifestação do Ministério Público a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva. 

O criminoso também possui diversas passagens pela polícia por furto, lesão corporal, posse de drogas e tentativa de homicídio.

Leia mais

Incêndio atinge casa no bairro Imperatriz; uma adolescente morreu e outra pessoa ficou ferida

Adolescente que morreu foi ferida a facadas pelo pai; criminoso ateou fogo na casa e fugiu

Preso homem que matou a filha e ateou fogo em casa no bairro Imperatriz

Responsável pela morte da filha retornou ao local do crime, onde foi preso no início da manhã

Homem que matou a filha será indiciado por sete crimes e está detido no Presídio Santa Augusta

Justiça determina prisão preventiva de acusado de esfaquear e matar a própria filha em Criciúma