InternetData CenterAssinante

Adolescente que morreu foi ferida a facadas pelo pai; criminoso ateou fogo na casa e fugiu

Outras cinco crianças estavam na residência, mas passam bem
Adolescente que morreu foi ferida a facadas pelo pai; criminoso ateou fogo na casa e fugiu
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 14/08/2021 às 01:11

O incêndio que atingiu a casa na noite dessa sexta-feira, dia 13, no bairro Imperatriz, em Criciúma, foi criminoso. De acordo com informações apuradas pelo Portal Engeplus, o suspeito invadiu a residência, esfaqueou a filha de 13 anos (morreu no local) e outro filho de sete, depois ateou fogo no lugar antes de fugir. Na casa estavam outras quatro crianças, mas nenhuma se feriu.

A causa da morte da adolescente ainda está sob investigação. O Instituto Geral de Perícias (IGP) esteve no local para coletar evidências e recolher o corpo. Somente após análise será confirmado se o óbito aconteceu em função dos ferimentos a faca ou pelas queimaduras provocadas pelo incêndio. Já o menino acabou atingido na região do joelho, foi socorrido e passa bem. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), a mãe das crianças não estava no local na hora em que o crime ocorreu.

“Estamos levantando a motivação (do crime). A princípio era um usuário de drogas, veio em casa e acabou atacando elas. Depois ateou fogo na casa. Uma das vítimas morreu no local, não sabemos se em decorrência do esfaqueamento provocado por ele ou das chamas que estavam na casa. Estamos tentando localizar o indivíduo”, explica o capitão da Polícia Militar, Tiago Lemos.

A casa está localizada na rua Everson Ramos Jesuíno. Guarnições do Corpo de Bombeiros realizaram o combate do incêndio utilizando 14 mil litros de água. Policiais civis também estiveram no local coletando informações para início das investigações.