InternetData CenterAssinante

Do acolhimento à manutenção da saúde: serviço social do HSJ presta importante apoio à comunidade

Formado por três assistentes sociais, setor realiza cerca de 500 atendimentos ao mês
Do acolhimento à manutenção da saúde: serviço social do HSJ presta importante apoio à comunidade
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 12/01/2021 às 13:31

O cuidado com as pessoas no Hospital São José (HSJ), em Criciúma, vai muito além da preocupação com a saúde física, segurança e bem-estar do paciente. A atenção dedicada para quem utiliza da instituição passa também pela defesa e ampliação da cidadania, especialmente nas questões relacionadas à vulnerabilidade social. Para que tudo isso ocorra, a entidade conta com um setor que é um importante aliado neste processo: o Serviço Social.

“Conforme a análise dos nossos arquivos, encontramos que a primeira assistente social do HSJ foi a senhora Lenita Crevanzi Valiati. Ela iniciou este trabalho em outubro de 1973 e permaneceu na instituição até março de 1986. Desde então, contamos com este serviço que tem como principal objetivo o de promover atendimento individual e coletivo no exercício da defesa e ampliação da cidadania, atuando nas questões das vulnerabilidades sociais vivenciadas pelo paciente durante o período de sua internação hospitalar”, explica a assistente social e responsável pelo setor, Irmã Iralda Cassol Pereira.

Atualmente o setor de Serviço Social conta com a colaboração de três assistentes sociais. “Nós somos responsáveis pelo atendimento nas áreas de radioterapia, quimioterapia, hemodiálise, oncopediatria, pronto socorro e demais setores, conforme demanda e solicitações, abrangendo todo âmbito hospitalar: paciente, familiares e/ou acompanhantes e funcionários da instituição. Contribuímos por meio de uma visão integral do paciente e/ou colaboradores da instituição, considerando suas circunstâncias sociais, econômicas e culturais, visando facilitar o processo para uma assistência humanizada e qualificada”, explica Irmã Iralda.

Atendimentos realizados

De acordo com Irmã Iralda, são realizados, em média, o atendimento de aproximadamente 500 pessoas por mês. “Isso gira em torno de 6.000 pessoas por ano. O HSJ atende uma demanda contínua de pacientes em situação de rua. Em sua maioria essas pessoas estão com os vínculos familiares rompidos ou fragilizados”, explica.

Todos os dias, diversos casos chegam aos profissionais. São famílias e pessoas que precisam de apoio e encontram no setor uma forma de recompor laços e compartilhar experiências. “Temos exemplos de pacientes que estavam em situação de rua, e com apoio do Serviço Social do hospital junto com órgãos competentes do município, conseguimos fazer com que busquem novamente o vínculo familiar”, comenta Irmã Iralda.

Segundo ela, por meio do trabalho em conjunto, alguns pacientes restabelecem o contato com a família. “Casos desta natureza, simbolizam toda a importância do trabalho do Serviço Social do HSJ”, enaltece a religiosa.

 Pelo setor de Serviço Social do HSJosé, são realizados os seguintes atendimentos:

- Atendimento social aos setores do hospital;

- Parecer social por solicitação médica ou enfermagem;

- Busca e localização de familiares;

- Apoio e acompanhamento a vítimas de violência física/psíquica/sexual;

- Apoio e acompanhamento à pessoa idosa em situação de maus tratos, negligência e/ou abandono;

- Apoio e acompanhamento a criança e adolescentes em situações de maus tratos, negligência e/ou abandono;

-  Apoio e acompanhamento aos pacientes em Situação de Rua

- Contatos com a Rede de Atenção à Saúde - RAS;

- Orientação, apoio e acompanhamento dos familiares;

- Contato com a equipe multiprofissional;

- Atendimento Social a funcionários.

Leia mais sobre: