InternetData CenterAssinante

Região Carbonífera registra 11 casos suspeitos de coronavírus; nove pacientes residem em Criciúma

Capital do Carvão terá uma unidade de triagem para o combate ao vírus
Região Carbonífera registra 11 casos suspeitos de coronavírus; nove pacientes residem em Criciúma
Foto: Rafaela Custódio
Por Rafaela Custódio Em 13/03/2020 às 19:06

A cidade de Criciúma montou uma força-tarefa para prevenir que o coronavírus ganhe força no município. Até a publicação desta matéria, a Capital do Carvão, por meio da Secretaria de Saúde, estava acompanhando 11 casos suspeitos, sendo nove residentes em Criciúma, um em Morro da Fumaça e outro em Urussanga. 

No final da tarde desta sexta-feira, dia 13, aconteceu uma reunião na Prefeitura de Criciúma com diversos profissionais da área da saúde e também com autoridades locais. “Estamos acompanhando o coronavírus há 60 dias. Intensificamos o acompanhamento das notícias e o desenvolvimento do vírus. Não há motivo para pânico na Região Carbonífera. Jogos da Terceira Idade podem não ocorrer em Criciúma”, conta o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro

“Sabemos que o vírus chegará à cidade de Criciúma, mas atualmente estamos agindo na prevenção. Neste fim de semana mudaremos a unidade básica de saúde da área central do município. A partir de segunda-feira começará já a funcionar e a antiga servirá de triagem para o coronavírus, será quase um hospital de campanha”, explica Salvaro. “Não somos a China. Não vamos construir um hospital em 10 dias, mas é preciso tomar as providências necessárias”, acrescenta. 

De acordo com o secretário de saúde de Criciúma, Acélio Casagrande, a inauguração da Unidade Básica de Saúde (UBS) na área central do município será antecipada, isto porque o atual endereço na rua João Cechinel (ao lado do Hospital São José) servirá especificamente para o combate ao coronavírus. 

“A UBS que está ao lado do Hospital São José servirá para a prevenção do coronavírus com atendimento e também orientações”, pontua Casagrande. 

Além disso, todos os dias a Vigilância Epidemiológica irá encaminhar boletins informativos com o cenário referente ao COVID19 e os profissionais de saúde estiveram reunidos na tarde desta sexta-feira para capacitação. “Nossa preocupação se acentuou com a confirmação de casos em Santa Catarina. Queremos estar preparados para evitar que a doença atinja nossos moradores e para isso precisamos unir forças e contar com a ajuda da própria população, já que a prevenção ainda é o melhor a se fazer”, ressalta o prefeito Salvaro. 

O infectologista Roberto Teixeira Oenning informou que é necessário ter mais cuidados com os idosos. “As crianças têm poucos sintomas e os avós precisam de cuidados ao lidar com os pequenos. É diferente do H1N1, o problema maior é com os idosos. Não vivemos em uma bolha fechada e vão aparecer casos”, analisa. 

“Nossa solicitação para a população é de que procurem as Unidades Básicas de Saúde se sentirem os sintomas da doença. Lá, nossos profissionais estarão preparados para os encaminhamentos necessários. Também pedimos que evitem a ida desnecessária às UBSs e acentuem o protocolo da gripe, com lavagem de mãos, evitar aglomerações, cobrir o rosto ao tossir e espirrar, entre outros”, orienta Casagrande.

Medidas de Prevenção

Lavar as mãos com água e sabão com frequência;

Evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

Evitar contato próximo com pessoas doentes;

Ficar em casa quando estiver doente;

Cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência;

O consumo de produtos de origem animal crua ou mal cozida deve ser evitado. Carne crua, leite ou órgãos de animais devem ser manuseados com cuidado para evitar a contaminação cruzada com alimentos não cozidos, conforme boas práticas de segurança alimentar.

Santa Catarina 

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina confirmou o terceiro caso positivo para o novo coronavírus (COVID-19). O exame foi realizado na tarde desta sexta-feira, dia 13,  pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN-SC). Trata-se de um homem que foi atendido na cidade de Joinville e possui histórico de viagens à África e Europa. O paciente permanece em isolamento domiciliar.

No total, segundo os dados lançados pela SES junto à Plataforma IVIS do Ministério da Sáude às 16 horas desta sexta-feira, outros 77 casos suspeitos estão sendo monitorados em Santa Catarina. 

Leia Mais

Criciúma antecipa inauguração da UBS Central visando combate ao coronavírus
Governo do Estado confirma terceiro caso de coronavírus em Santa Catarina
Urussanga registra o primeiro caso suspeito de coronavírus